1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Gauck pede mais esforço em favor de refugiados

Presidente alemão visita campo de refugiados sírios na Jordânia e afirma que investimento em educação previne a expansão do terrorismo.

Após uma visita ao campo Ayraq na Jordânia, o presidente da Alemanha, Joachim Gauck, pediu nesta terça-feira (08/12) mais esforço da comunidade internacional diante da situação dos refugiados da Síria.

"Precisamos ter consciência de que cada dólar, cada euro que investimos em educação e cursos profissionalizantes é também uma forma de prevenir a expansão do terrorismo", afirmou Gauck.

O presidente visitou o segundo maior campo de refugiados do país, em Ayraq, administrado pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur) e localizado a cerca de 100 quilômetros da capital, Amã, próximo da fronteira com a Síria. De acordo com a agência da ONU, cerca de 28,3 mil pessoas vivem no local, que pode abrigar até 100 mil.

Gauck defendeu ainda a integração de refugiados na sociedade e ressaltou que campos como o que visitou devem ser uma situação passageira. "Se alguma sociedade imagina que é bom abrigar refugiados por um longo período em campos, isso é um engano", disse.

A Jordânia abriga atualmente mais de 630 mil refugiados da Síria. Desde maio de 2013, autoridades jordanianas têm restringido a entrada de sírios no país e alegam que o Estado chegou ao limite em sua capacidade para abrigar refugiados.

Nesta terça-feira, o Acnur alertou para a situação de cerca de 12 mil migrantes bloqueados na fronteira da Síria com a Jordânia. Eles vivem em condições precárias.

"As vidas dos refugiados estarão em risco durantes os próximos meses", afirmou a porta-voz do Acnur, Melissa Fleming. "Fazemos um apelo ao governo da Jordânia para que permita aos refugiados detidos na fronteira que entrem no país."

O Acnur elogiou a enorme contribuição da Jordânia, mas acrescentou que o campo Ayraq, no território jordaniano, tem capacidade de receber mais essas pessoas.

CN/dpa/rtr

Leia mais