1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Gauck: "Mostramos do que somos capazes"

Em seu discurso de Natal, presidente alemão elogia aqueles que ajudaram a receber os refugiados e se transformaram no rosto "acolhedor, caloroso e humano" da Alemanha.

O presidente da Alemanha, Joachim Gauck, aproveitou seu tradicional discurso de Natal para dirigir algumas palavras de incentivo aos alemães. Ele lembrou que a escritura sagrada dos cristãos relata que os eventos do Natal são uma demonstração do amor de Deus pela humanidade.

"E é muito bonito se sentir envolvido por esse amor", disse Gauck. "Mas é ainda mais bonito viver ativamente esse amor pela humanidade e levá-lo ao nosso mundo."

Gauck também agradeceu a todos aqueles que, seja de forma voluntária, seja profissionalmente, estão ajudando a superar crise dos refugiados. "Nós mostramos do que somos capazes: nossa boa vontade, nosso profissionalismo, mas também nossa capacidade de improvisação."

Ele disse que especialmente aqueles que estão ajudando de forma espontânea se transformaram no rosto de um país acolhedor, caloroso e humano.

O presidente também abordou o intenso debate na Alemanha sobre a melhor maneira de lidar com a questão dos refugiados. "Como devemos lidar com os refugiados que buscam um lar e um futuro no nosso país?", perguntou. O conselho de Gauck: "Somente o debate aberto pode nos trazer soluções duradouras e apoiadas pela maioria."

Segundo o presidente, a diversidade de opiniões não significa uma ruptura da boa convivência, mas é parte da democracia. "Frequentemente, são os cidadãos mais participativos que nos mostram onde estão os problemas."

Gauck ressalvou, porém, que a violência e o ódio obviamente não são meios legítimos nesse debate. "Incêndios e ataques a pessoas indefesas merecem o nosso desprezo e merecem punição", afirmou.

Agora é hora de encontrar soluções que correspondam às "normas éticas" e "não ponham em risco a coesão social", que "considerem o bem-estar dos cidadãos sem deixar de lado a necessidade dos refugiados". Os cidadãos e os governantes, juntos, devem defender "o que torna nossa nação liberal e democrática tão valiosa e tão querida para nós".

"O indivíduo, como também a sociedade, pode constantemente se redescobrir e crescer", afirmou Gauck. "Assim, a nação pode se reconhecer nos desafios que assume e, tenho certeza, saberá superar."

A mensagem do presidente será transmitida pela televisão alemã nesta sexta-feira (25/12).

Leia mais