1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Frio causa dezenas de mortes na Rússia

Fontes médicas dizem que o frio das últimas duas semanas matou ao menos 128 pessoas. Cerca de 900 continuam hospitalizadas. Para a região de Moscou, a previsão é de que as temperaturas fiquem mais amenas.

Fontes médicas ouvidas pela agência de notícias Interfax informaram nesta quarta-feira (26/12) que centenas de pessoas têm sido atendidas nos hospitais russos com queimaduras causadas pelo frio e hipotermia. Quatorze crianças deram entrada nos hospitais durante o Natal. Muitas das pessoas que morreram eram sem-teto, conforme os médicos.

A televisão estatal russa destacou os problemas que a baixa temperatura causou para a população da região Tyval, no sul da Sibéria, bastante frágil economicamente. Cerca de 4 mil moradores do vilarejo de Khovu Aksy enfrentaram frio de 40 graus abaixo de zero, sem energia elétrica, devido a problemas numa unidade de abastecimento. Muitos deixaram suas casas e correram para escolas locais, que possuem sistema de aquecimento de emergência. Helicópteros têm ajudado no transporte de crianças e mulheres para a região central de Kyzyl, informa a televisão Vesti-24.

Frio imprevisto

Temperaturas tão baixas não costumam chegar antes de janeiro ou fevereiro. Durante o mês de dezembro, porém, as temperaturas atingiram em média 12 graus abaixo da média verificada nesta época do ano. Na região leste da Sibéria, os termômetros marcaram 60 graus abaixo de zero.

Conforme o governo russo, o frio causou a perda de mais de um terço das sementes plantadas recentemente para a safra de grãos do início de 2013. "Em todo o país, a perda na produção de grãos deve chegar a 8% em comparação com a última safra", disse o representante do governo, Arkady Dvorkovich.

Degelo na região Oeste

O serviço de clima da Rússia prevê degelo no final desta semana em toda a parte europeia do país, inclusive em Moscou. Autoridades, entretanto, têm alertado que chuvas podem atrapalhar a comunicação e o trânsito.

Na vizinha Ucrânia, na última semana, o frio teria matado 83 pessoas, conforme informações das autoridades. Uma nevasca ao longo da planície sul dos Estados Unidos causou o surgimento de uma camada de 15 centímetros de neve em Oklahoma, o que é considerado raro naquela área. O fenômeno contribuiu para um acidente envolvendo 21 veículos na estrada mais importante da região.

Enchentes no sudeste da Ásia

As chuvas monçônicas na Malásia e a elevação acentuada das marés obrigaram 14 mil pessoas a deixar suas casas em três estados do nordeste do país, de acordo com a agência de notícias Bernama.

As Filipinas também foram atingidas por novas cheias causadas pela tempestade tropical Wukong, que chegou à região duas semanas após o tufão Bopha. O Wukong teria causado a morte de mais de mil pessoas e deixou 1 milhão de sobreviventes dependendo de auxílio de emergência.

MP/dw/dpa/afp/rtr
Revisão: Alexandre Schossler

Leia mais