1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Franceses e britânicos garantem postos-chave na Comissão Europeia

Jean-Claude Juncker divulga nomes de sua equipe e entrega importantes cargos econômicos para a França e o Reino Unido, em gesto entendido como aceno a Londres.

O fuuro presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, anunciou nesta quarta-feira (10/09) os nomes que vão integrar sua equipe, formada por 19 homens e 9 mulheres. A França e o Reino Unido asseguraram posições de grande influência na política econômica na nova composição do braço executivo da União Europeia (UE).

O ex-ministro francês das Finanças Pierre Moscovici, socialista, ficou com o cargo mais cobiçado, o de comissário para Assuntos Econômicos. Ele será o responsável pela disciplina orçamentária no bloco.

O conservador britânico Jonathan Hills ficará encarregado da pasta de Estabilidade Financeira, Serviços Financeiros e União dos Mercados de Capital. A decisão pode ser vista como um aceno de Juncker ao primeiro-ministro David Cameron, um dos principais críticos da UE, principalmente no que se refere aos gastos.

Pierre Moscovici wird neuer Wirtschaftskommissar ARCHIVBILD August 2014

Novo comissário para Assuntos Econômicos, Pierre Moscovici

Cameron elogiou a decisão e disse que ela garante que os países que não fazem parte da zona do euro – caso do Reino Unido – tenham voz em Bruxelas. Londres é o principal centro financeiro da União Europeia.

O trabalho do britânico e do francês será supervisionado por dois super-comissários, o ex-primeiro-ministro da Finlândia, Jyrki Katainen, responsável por Emprego, Crescimento, Investimento e Competitividade, e o letão Valdis Dombrovskis, responsável por Euro e Diálogo Social.

Os dois países são aliados da Alemanha e apoiam as políticas de austeridade da chanceler federal Angela Merkel.

Trocas de cargo e novos nomes

O ex-comissário de Energia, o alemão Günther Oettinger, também recebeu uma pasta importante, a de Economia Digital, responsável pelo setor de tecnologia da informação. Segundo noticiou a imprensa alemã, Oettinger estaria interessado no cargo de comissário de Comércio, mas a pasta acabou indo para a ex-comissária para Assuntos Internos, Cecilia Malmström. Ela terá a responsabilidade de levar adiante as negociações do tratado de livre-comércio entre a UE e os Estados Unidos.

O austríaco Johannes Hahn, ex-comissário de Políticas Regionais, também assumirá nova função. Ele será o comissário de Políticas de Vizinhança e Alargamento da UE, responsável pelas negociações, em andamento, referentes a ascensão da Turquia ao Bloco.

A dinamarquesa Margrethe Vestager assumirá a Comissão de Concorrência, enquanto a tcheca Vera Jourova encabeçará a Comissão de Justiça, Consumidores e Igualdade de Gênero.

A nova Comissão Europeia irá incluir o cargo de primeiro-vice-presidente, a ser ocupado por Frans Timmermans, que será o braço-direito de Junckers. O holandês será responsável pela melhoria da legislação, além de assegurar a conformidade de todas as atividades da Comissão.

A ministra italiana do Exterior, Federica Mogherini, assumirá como a alta representante para a política externa e segurança da UE.

Desafios da nova Comissão

A Comissão Europeia é considerada o órgão mais poderoso da UE, responsável por delinear a legislação do bloco, policiar os orçamentos dos Estados, além de negociar tratados de comércio.

Os desafios da nova equipe nomeada por Junckers são muitos. Após sobreviver à crise da zona do euro, evitando o colapso da moeda, a economia europeia demonstra sinais de estagnação.

O desemprego, principalmente entre os jovens, é uma das grandes preocupações, principalmente em países como a Espanha, Grécia e Portugal e Itália.

A Comissão terá que reconquistar a confiança no bloco, estremecida após a ascensão dos partidos eurocéticos ao Parlamento Europeu nas últimas eleições, em maio deste ano.

Além disso, a crise na Ucrânia é o maior desafio à política externa da UE, que ainda luta para tentar chegar a um consenso sobre as sanções a serem impostas à Rússia.

Nova equipe da Comissão Europeia

Presidente: Jean-Claude Juncker (Luxemburgo)
Primeiro-vice-presidente, com responsabilidade sobre a regulação da produção legislativa: Frans Timmermmans (Holanda)
Vice-presidente para o Orçamento e Recursos Humanos: Kristalina Georgieva (Bulgária)
Vice-presidente para a União Energética: Alenka Batusek (Eslovênia)
Vice-presidente para o Emprego, Crescimento, Investimento e Competitividade: Jyrki Katainen (Finlândia)
Vice-presidente para o Euro e o Diálogo Social: Valdis Dombrovskis (Letônia)
Vice-presidente para o Mercado Único Digital: Andrus Ansip (Estônia)
Vice-presidente e Alta Representante para a Política Externa e de Segurança da UE: Federica Mogherini (Itália)
Comissária para Justiça, Consumidores e Igualdade de Gênero: Vera Jourova (República Tcheca)
Comissário para a Agenda Digital e Sociedade: Gunther Oettinger (Alemanha)
Comissário para os Assuntos Econômicos e Financeiros e Fiscalidade: Pierre Moscovici (França)
Comissária para o Emprego, Assuntos Sociais, Aptidões e Mobilidade Laboral: Marianne Thyssen (Bélgica)
Comissária para a Política Regional: Corina Cretu (Romênia)
Comissário para a Política de Vizinhança e o Alargamento: Johannes Hahn (Áustria)
Comissário para a Migração e Assuntos Internos: Dimitris Avramopoulos (Grécia)
Comissário para a Saúde e Segurança Alimentar: Vytenis Andriukaitis (Lituânia)
Comissário para a Estabilidade Financeira, Serviços Financeiros e União dos Mercados de Capital: Jonathan Hill (Reino Unido)
Comissária para o Mercado Interno, Indústria, Empreendorismo e PME: Elzbieta Bienkowska (Polônia)
Comissário para a Energia e Ação Climática: Miguel Arias Cañete (Espanha)
Comissário para a Cooperação Internacional e Desenvolvimento: Neven Mimica (Croácia)
Comissária para a Concorrência: Margrethe Vestager (Dinamarca)
Comissário para o Transporte e Espaço: Maros Sefocvic (Eslováquia)
Comissária para o Comércio: Cecilia Malmström (Suécia)
Comissário para o Ambiente, Assuntos Marítimos e Pesca: Karmenu Vella (Malta)
Comissário para a Educação, Cultura, Juventude e Cidadania: Tibor Navracsics (Hungria)
Comissário para a Investigação, Ciência e Inovação: Carlos Moedas (Portugal)
Comissário para a Agricultura e Desenvolvimento Rural: Phil Hogan (Irlanda)
Comissário para a Ajuda Humanitária e Gestão de Crisis: Christos Stylianides (Chipre)

RC/afp/lusa/rtr

Leia mais