1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

França segura empate contra Equador e enfrentará Nigéria nas oitavas

Placar sem gols garantiu o primeiro lugar do Grupo E aos franceses e decretou a eliminação dos equatorianos, únicos sul-americanos a não avançarem à fase de mata-mata. Segunda no grupo, Suíça encara a Argentina.

Se poupando para as oitavas de final, a França jogou o suficiente nesta quarta-feira (25/06), no Maracanã, para assegurar o empate em 0 a 0 contra o Equador e se confirmar, invicta, na primeira colocação do Grupo E.

O resultado eliminou os equatorianos, que precisavam de uma vitória por dois gols de diferença, e classificou a Suíça na segunda posição. Nas oitavas de final, os franceses vão enfrentar a Nigéria, na segunda-feira, no Estádio Mané Garrincha (Brasília). Os suíços, que venceram os hondurenhos por 3 a 0 em Manaus, enfrentam os argentinos, um dia depois, em São Paulo.

O 0 a 0 no placar refletiu mais a boa atuação dos goleiros – o equatoriano Gutiérrez foi eleito o melhor em campo – do que uma falta de ímpeto dos dois times em atacar. Foram ao todo 31 finalizações, 20 da França e 11 do Equador, que jogou quase todo o segundo tempo com um homem a menos.

Com suas eliminações, Equador e Honduras são as únicas seleções da América Latina que não avançaram às oitavas. Brasil, Chile, Argentina, Uruguai, Colômbia, México e Costa Rica garantiram vaga no mata-mata.

O jogo

Já classificados, os franceses entraram em campo sem Yohan Cabaye, suspenso; Raphaël Varane, com um problema no estômago; e Patrice Evra, que, com um cartão amarelo, não jogou para evitar uma suspensão nas oitavas.

Mesmo assim, a seleção da França conseguiu manter o padrão de jogo mostrado contra Suíça e Honduras, que fizeram dela uma das sensações desta Copa. E foram os "bleus" que mais mantiveram a posse de bola e mais buscaram o ataque na etapa inicial.

Fußball WM 2014 Frankreich Ecuador

Goleiro equatoriano foi eleito melhor em campo

Chances claras de gol, porém, foram poucas. Na melhor delas, aos 25, Sissoko cruzou da direita e, quando a bola chegava com precisão na cabeça de Benzema, o goleiro Domínguez saiu do gol e tocou de leve para a lateral.

Limitados, os equatorianos tentavam explorar erros da defesa francesa, sobretudo com o atacante Enner Valencia, que fez grande Copa do Mundo. A melhor chance dos sul-americanos foi quando ele arrancou em velocidade pelo meio da zaga adversária e rolou para Montero, que não conseguiu dominar bem e perdeu grande oportunidade.

A França voltou melhor do intervalo. Logo a um minuto, Sagna invadiu a área pela direita, cruzou, e Griezmann desviou para o gol, acertando a trave. Três minutos depois, o Equador viu suas chances de classificação se esvair pelas travas da chuteira de Antonio Valencia, que acertou o joelho de Digne e foi expulso.

Os franceses ampliaram então o controle do jogo, porém ainda sem criar muito. Aos 16, Matuidi recebeu passe de Benzema e entrou sozinho na área, porém chutou mal, e o goleiro equatoriano defendeu com segurança.

Fußball WM 2014 Frankreich Ecuador

Noboa chocou a cabeça contra um adversário e passou boa parte do jogo com uma proteção

O Equador, por outro lado, só levava perigo em lances individuais. Num deles, puxou contra-ataque e rolou na entrada da área para Noboa, que perdeu a passada e chutou mal para o gol. Se ele domina, seria uma chance clara.

Mesmo com um a menos, os equatorianos cresceram nos dez minutos finais – eles precisavam então de dois gols para se classificarem. Aos 35, tiveram grande chance em jogada pela direita de Arroyo, que limpou o zagueiro e chutou para boa defesa de Lloris.

Antes do apito final, a França teve ainda quatro chances claras, com Benzema, Remy, Pogba e Girou, mas parou na boa atuação do goleiro equatoriano. O placar de 0 a 0 acabou sendo injusto com as duas equipes, que buscaram o gol até os últimos minutos.

Ficha técnica

Equador 0 x 0 França

Local: Estádio Maracanã, Rio de Janeiro

Arbitragem: Noumandiez Doué (Costa do Marfim), auxiliado por Songuifolo Yeo (Costa do Marfim) e Jean Claude Birumushahu (Burundi).

Cartões amarelos: Frickson Erazo (38'/2T)

Cartões vermelhos: Luis Antonio Valencia (5'/2T)

Equador: Alexander Domínguez; Juan Paredes, Jorge Guagua, Frickson Erazo, Wálter Ayoví; Oswaldo Minda, Christian Noboa(Felipe Caicedo 43'/2T), Luis Antonio Valencia, Jefferson Montero (Renato Ibarra 18'/2T); Michael Arroyo (Gabriel Achilier 37'/2T) e Enner Valencia. Técnico: Reinaldo Rueda.

França: Hugo Lloris; Bacary Sagna, Laurent Koscielny, Mamadou Sakho (Raphaël Varane 16'/2T), Lucas Digne; Morgan Schneiderlin, Blaise Matuidi (Olivier Giroud 22'/2T), Paul Pogba, Moussa Sissoko; Antoine Griezmann (Loic Remy 34'/2T) e Karim Benzema. Técnico: Didier Deschamps.

Leia mais