1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

França quer esquecer vexame de 2002 na estréia contra Suíça

O segundo jogo desta terça-feira, pelo grupo G da Copa do Mundo, terá três fatores em campo além do futebol em si.

default

Zidane e os demais jogadores da França querem esquecer o trauma da última Copa

A partida desta terça-feira pelo Grupo G em Stuttgart é marcada por três elementos importantes. Enquanto a França tenta exorcizar o fantasma de 2002, quando foi desclassificada do Mundial sem marcar ao menos um gol, a Suíça volta a participar da competição após 12 anos. O terceiro fator é a rivalidade entre os dois times europeus.

É a primeira vez que França e Suíça se enfrentam em uma Copa do Mundo, mas as duas seleções já jogaram em 35 oportunidades, com 15 vitórias da França, 12 da Suíça e oito empates, sendo que nas Eliminatórias, no ano passado, os dois jogos terminaram com o placar em igualdade, o que não permite apontar um favorito para a partida.

Do lado francês, o técnico Raymond Domenech pediu muita cautela a seus jogadores, pois sabe que o adversário melhorou muito nos últimos anos e conta com jogadores jovens e motivados. A maior novidade é a presença do meia Franck Ribery no time titular. Pela primeira vez entre os 11, ele compõe o meio ao lado de Zinedine Zidane. Desta forma, Thierry Henry joga isolado no ataque.

A Suíça, dirigida por Koebi Kuhn, é uma equipe respeitada em toda a Europa. Kuhn disse que tem um plano para parar Henry, pois conta com Senderos e Djourou, dois jovens defensores do Arsenal que conhecem muito bem o francês.

Tirando o corte do atacante Johan Vonlanthen por lesão, Kuhn disse que os preparativos da Suíça foram quase perfeitos e que sua equipe está pronta para acabar com uma espera de 15 anos por uma vitória contra o país vizinho. A seleção está invicta neste ano, com duas vitórias sobre a Escócia e a China, e dois empates contra Costa do Marfim e Itália.

FRANÇA x SUÍÇA

Data: 13/06/2006

Local: Gottlieb-Daimler-Stadion, em Stuttgart

Horário: 18h (13h de Brasília)

Árbitro: Valentin Ivanov (Rússia)

Auxiliares: Nicolay Golubev e Evgueni Volnini (ambos russos)

Prováveis escalações:

França

Barthez – Sagnol, Thuram, Gallas, Abidal – Makelele, Vieira, Ribéry e Zidane – Wiltord e Henry.
Técnico: Raymond Domenech

Suíça

Zuberbuhler – Degen, Djourou, Senderos, Magnin – Barnetta, Vogel, Cabanas e Wicky – Gygax e Frei.
Técnico: Köbi Kuhn

Leia mais