1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

França prepara novo gabinete de governo

Após o triunfo eleitoral da União para Maioria Presidencial (UMP), a direita francesa se prepara para cinco anos de mandato, sob o presidente Jacques Chirac.

default

Premiê francês Jean-Pierre Raffarin, acompanhado da esposa, após votar no segundo turno das eleições parlamentares

O primeiro-ministro francês Jean-Pierre Raffarin foi novamente encarregado por Chirac com a composição do gabinete de governo. Após a vitória eleitoral histórica de domingo (16), a UMP dispõe de uma maioria absoluta de 355 das 577 cadeiras da Assembléia Nacional. Raffarin deverá divulgar na noite desta segunda-feira (17) a composição do novo governo, que será ampliado em 40 postos.

Poucos dias antes da conferência de cúpula da União Européia, Jean-François Cope, nomeado para o cargo de ministro para Assuntos Europeus, apresentou a sua demissão. O político francês está sendo acusado de lavagem de dinheiro.

Após a sua reeleição em maio, Chirac havia nomeado o liberal de direita Raffarin como chefe do governo interino, integrado por 27 ministros, subministros e secretários de Estado. Alguns postos não chegaram a ser preenchidos durante o governo transitório.

Disputa pela presidência da Assembléia Nacional

Dentro da UMP mostra-se uma luta de poder pela presidência da Assembléia Nacional, um posto disputado pelo ex-premiê Edouard Balladur e pelo ex-ministro do Interior Jean-Louis Debre. Debre, líder da bancada do Reagrupamento pela República (RPR), partido de Chirac, anunciou uma pré-eleição dentro da bancada da UMP. Isso poderia evitar uma disputa pelo posto na seção de abertura do novo parlamento, na terça-feira (18).

A aliança eleitoral UMP, composta há poucas semanas, reúne o RPR, os liberais de direita da Democracia Liberal e os deputados do partido de centro União para a Democracia Francesa (UDF). Trata-se da primeira formação política a deter a maioria no parlamento em toda a história da França.

O novo governo francês anunciou para julho a aprovação de um pacote de reformas com medidas de combate à criminalidade, fortalecimento da Justiça e reduções fiscais.