1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

França inicia fase de adaptação no Bayer Leverkusen

O jogador paulista foi comprado no início deste ano e assinou contrato até 2007 com o clube alemão. Ainda sem casa na Alemanha, Françoaldo de Souza, o França, diz-se pronto e aguarda ansiosamente o início do campeonato.

default

Para o diretor do clube, Reiner Calmund (foto), França é "uma máquina de fazer gols"

O jogador brasileiro está treinando desde o início de julho e afirma sentir a diferença entre a preparação dos jogadores aqui e no Brasil. "Aqui a gente começa a treinar faltando um mês para o início do campeonato, enquanto no Brasil os treinos só começam uma semana antes", comentou o atacante. "Já me sinto pronto para jogar", continuou França, em entrevista à Deutsche Welle. Ele toma diariamente aulas de alemão junto com seu companheiro de equipe Juan Santos, também recém contratado pelo Leverkusen.

Eterno "vice" - O artilheiro está muito satisfeito com o novo clube, apesar dos treinos puxados. "A estrutura do Bayer é excelente. É um grande time que não merece sempre o vice-campeonato", afirmou o jogador, referindo-se à fama ou "maldição" do clube, que muitas vezes terminou uma competição em segundo lugar. "Vamos nos empenhar e com esforço reverteremos a situação", completou o atacante de 26 anos.

Apesar da imprensa alemã achar que França não tem aparência de artilheiro, o diretor do clube, Reiner Calmund, considera o craque "uma máquina de fazer gols", e conta com ele para melhorar o desempenho do time na próxima temporada. Na final da Liga dos Campeões de 2002, em Glasgow, o Bayer Leverkusen conquistou seu terceiro vice-campeonato, após uma derrota para o favorito Real Madrid.

Juan - A outra recente contratação do Bayer é Juan, de 23 anos, que jogava pelo Flamengo do RJ. O defensor carioca atuará ao lado de Lúcio, que volta a treinar dia 26 de julho. Para França, Juan representa um enorme reforço na defesa. "Eu já joguei muitas vezes contra ele e sempre foi muito difícil. Eu prefiro ter ele no meu time do que no do adversário", contou o ex-são-paulino.

Artilheiro - França foi contratado pelo time do Morumbi em 1996, e não demorou muito para tornar-se um dos grandes ídolos do clube, onde atuou até a sua vinda para a Alemanha. Além de muitas vitórias para o tricolor, o atacante conseguiu a façanha de ser o quarto maior artilheiro na história do time paulista, com mais de 150 gols marcados. "Tentarei aproveitar minha condição de artilheiro para ajudar o Bayer Leverkusen a conquistar a primeira colocação", afirmou o jogador.

França foi convocado em 2000 e 2001 para atuar nesta Copa do Mundo da Coréia e Japão pela Seleção Brasileira. Após uma contusão, em abril deste ano, não teve mais chance de brigar por uma vaga no ataque da seleção canarinho.

Leia mais