1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Forte tempestade causa estragos na Alemanha

Com rajadas de até 150 quilômetros por hora, tempestade "Niklas" é uma das mais violentas a atingir o país em anos. Transporte ferroviário é suspenso no oeste. Efeitos também são sentidos na Holanda.

A tempestade "Niklas" atingiu nesta terça-feira (31/01) a Alemanha, com ventos de categoria de furacão, e afetou as atividades em estações de trem, aeroportos e estradas. As rajadas, de até 150 quilômetros, fazem do fenômeno o mais forte a atingir o país em anos.

Sturmtief Niklas

Trem colide com árvore na Baixa Saxônia. Transporte ferroviário está parcialmente interditado

Desde o início do dia, o transporte coletivo via trens no estado da Renânia do Norte-Vestfália, o mais populoso da Alemanha, está totalmente suspenso. Também os trens de longa distância estão afetados, com atrasos e alguns cancelamentos. O mesmo acontece nos estados da Baixa Saxônia, Baviera, Baden-Württemberg e Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental. Linhas ferroviárias e estradas estão, em parte, intrafegáveis.

Sturmtief Niklas

Transporte marítimo também está afetado pelo furacão "Niklas, na Alemanha e na Holanda

No Aeroporto Internacional de Frankfurt, o maior da Alemanha, foram registrados atrasos por causa da tempestade. Uma das três pistas ficou temporariamente interditada.

Sturmtief Niklas

Em Colônia, no oeste do país, ficou difícil até caminhar

Avisos de tempestades extremas foram acionados nas regiões montanhosas do Harz – no norte do país – e dos pré-Alpes. Na região do Allgäu e da Floresta Negra podem ocorrer inundações. Segundo os meteorologistas, a tempestade pode arrancar árvores, e objetos podem se lançados pelo ar, causando graves danos a edifícios e pondo a vida de pessoas em risco.

Sturmtief Niklas

Na cidade de Coppenbrügge, na Baixa Saxônia, o vento arrancou parte do telhado de uma casa

A tempestade "Niklas" também afetou o transporte aéreo e marítimo na Holanda. Aproximadamente 80 voos foram cancelados no Aeroporto Internacional de Amsterdã, Schiphol. No porto de Roterdã, o maior da Europa, dois terminais de contêineres precisaram ser fechados. Os navios precisam esperar em alto mar, até a melhora da condição climática.

PV/dpa/afp

Leia mais