1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Forças sírias atacam campo de refugiados palestinos

Aeronaves sírias atacaram campo de refugiados palestinos em Damasco, segundo informa o Observatório Sírio dos Direitos Humanos. Ataque faz parte dos esforços do governo para acabar com revoltas no país, dizem ativistas.

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos afirmou neste domingo (16/12) que os ataques do governo do presidente Bashar al-Assad a um hospital de Damasco acabaram atingindo uma mesquita no campo de refugiados de Yarmuk, provocando a morte de pelo menos oito pessoas. A mesquita é conhecida por servir de abrigo improvisado para aproximadamente 600 combatentes nas imediações de Damasco.

Há divergências entre os relatos de quantas pessoas morreram em consequência dos ataques, com números que variam de oito a 25 vítimas. O Observatório Sírio dos Direitos Humanos afirmou que o campo de refugiados foi apenas um entre vários alvos dos ataques das Forças Armadas, fiéis a Assad, neste domingo.

Rebeldes afirmam ter ocupado base militar

Este, como diversos outros relatos recentes sobre a situação na Síria, não podem ser verificados em função da restrição de permanência de jornalistas no país. Um grupo de rebeldes afirma ter ocupado a base militar no norte da cidade de Aleppo.

"Pelo menos 100 soldados foram tomados como reféns e 150 resolveram se juntar a nós. Os soldados estavam todos famitos devido à ocupação", declarou um rebelde.

As tropas do governo e os rebeldes lutam há meses pelo controle de Aleppo. Ativistas dos direitos humanos estimam que mais de 43 mil pessoas já foram mortas desde que começaram os conflitos no país, em março de 2011.

SV/rtr/dpa/afp
Revisão: Francis França

Leia mais