1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Forças do Iraque rompem cerco jihadista e libertam cidade no norte do país

Localidade de 20 mil habitantes estava sitiada há mais de dois meses pelo "Estado Islâmico". Havia temor de massacre contra população. Faltavam alimento e água. Avanço é tido como maior sucesso contra os radicais.

default

Combatente turcomeno xiita iraquiano vigia posição próxima a Amerli

As forças iraquianas conseguiram neste domingo (31/08) romper o certo ao redor da pequena cidade Amerli, 150 quilômetros ao norte de Bagdá, e infligir uma rara derrota aos radicais do "Estado Islâmico" (EI). Com o apoio de milícias xiitas, combatentes curdos e ataques aéreos dos EUA, o Exército iraquiano conseguiu libertar os cerca de 20 mil habitantes que há mais de dois meses vinham resistindo, cercados pelos jihadistas. Aeronaves militares de países ocidentais também haviam lançado toneladas de suprimentos nos últimos dias para a população local.

Habitada em sua maioria por xiitas turcomanos, Amerli estava cercada há mais de dois meses pelos jihadistas, que desde o início de junho avançam sobre grandes partes do norte do Iraque. Os moradores do lugar já sofriam com falta de comida, remédio e água. A ONU havia alertado para um possível massacre dos habitantes da cidade por parte dos radicais sunitas do EI, devido à crença xiita da maioria da população.

De acordo com a televisão estatal Al Iraqiya, foram mortos pelo menos 100 combatentes do EI e oito aldeias da região foram retomadas. A região é de importância estratégica devido à comunicação entre Bagdá e Kirkuk.

Ajuda humanitária

De acordo com o Pentágono, aviões enviados por Estados Unidos, França, Reino Unido e Austrália jogaram para moradores da cidade pacotes de ajuda contendo 40 mil litros de água potável e 7 mil refeições. Como parte dos preparativos, caças americanos atacaram posições dos jihadistas perto de Amerli e da represa de Mosul, destruindo cinco veículos e um posto de controle do EI. Paralelamente, as Forças Armadas iraquianas avançaram sobre Amerli, juntamente com as milícias xiitas e combatentes curdos.

Amerli Irak Evakuierung Helikopter Soldat Opfer IS Baghdad

O Exército iraquiano conseguiu retirar algumas mulheres e crianças de Amerli

No sábado, combatentes curdos (Peshmerga) avançaram sobre a cidade de Zumar,
de acordo com o site de notícias iraquiano Al Mada e o portal curdo de internet Rudav. Zumar fica cerca de 50 quilômetros a noroeste de Mosul e é um local estratégico, devido à sua localização próxima à barragem de Mosul e a dois campos de petróleo.

O ataque também foi apoiado pela aviação americana, como confirmou o comando central em Tampa, na Flórida. Os curdos começaram na útlima quarta-feira uma nova ofensiva contra os extremistas do EI que, ao se retirarem, incendiaram três poços de petróleo na quinta-feira.

MD/afp/dpa

Leia mais