1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Florins não valem mais no comércio

A partir desta segunda-feira (28), o dinheiro holandês não poderá mais ser usado nas compras e negócios, antecipando em um mês a data limite de 28 de fevereiro.

default

Apenas euros são aceitos pelo comércio holandês agora

A Holanda é o primeiro país da zona do euro a decretar o fim da circulação dupla de moedas no comércio. Desde a meia-noite deste domingo, apenas o euro pode ser aceito nas compras e negócios. O centenário Florim perdeu definitivamente seu valor como meio oficial de pagamentos.

Os próximos membros da comunidade do euro a proibir a circulação de suas antigas moedas serão a Irlanda, no dia 9 de fevereiro, e a França, dia 17 do mês que vem. Os demais países vão esperar até o final do prazo estabelecido inicialmente, 28 de fevereiro, para fazer do euro a única moeda oficial.

A despedida da velha moeda "não provocou choro nem fortes emoções por parte do holandeses", noticiou o jornal econômico local Financieele Dagblad. A maioria dos pagamentos já era feita em euro nos últimos dias. Menos de 5% das compras foram pagas com florins no último sábado, no domingo pode ter chegado a menos de 2%.

Formas de troca – As notas de florim ainda podem ser depositadas pelos holandeses em suas contas bancárias até o dia primeiro de abril. Depois desta data, as instituições financeiras poderão cobrar taxas livres para o recebimento da antiga moeda. O valor máximo de troca por operação é de 5 mil florins e sob a apresentação de carteira de identidade.

O Banco Central holandês vai continuar aceitando o velho dinheiro em notas até 2032. As moedas serão trocadas pela instituição só até 2007. As quatro agências do Banco Central holandês estão localizadas em Amsterdã, Eindhoven, Hoogeveen e Haia.

História – Os holandeses abdicaram em favor do euro, enterrando uma moeda com séculos de existência. Oficialmente, o florim foi introduzido em 1814, após a derrota de Napoleão Bonaparte, tornando-se um símbolo holandês de liberdade. A primeira menção de moedas de florins em documentos históricos é de 1329, na antiga província espanhola. As moedas de ouro eram provenientes da cidade de Florença, na Itália, que deu origem ao nome do antigo dinheiro holandês.