1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Fischer se diz chocado com situação em Nova York

Queda de avião em Nova York preocupa o ministro das Relações Exteriores da Alemanha, que participa da Assembléia Geral da ONU.

default

Destroços do Airbus A300, da American Airlines, que caiu em Nova York nesta segunda-feira

"Uma situação séria." Com essas palavras, o ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Joschka Fischer, expressou sua preocupação após o anúncio da queda de um avião na manhã desta segunda-feira, em Nova York. Após seu discurso na Assembléia Geral das Nações Unidas, Fischer revelou que as medidas de segurança adotadas para a realização deste encontro "são provas eminentes do que aconteceu nesta cidade e nos Estados Unidos", referindo-se aos atentados terroristas ocorridos no dia 11 de setembro.

O ministro alemão estava visivelmente impressionado com o clima reinante na cidade. Antes de realizar seu pronunciamento, ele disse que estava "chocado e consternado", expressando ainda suas condolências ao povo americano. O representante da Turquia, que estava com a palavra, foi interrompido diversas vezes pelo chefe de segurança da ONU, que informou pelo sistema de comunicação interno os participantes da assembléia sobre a queda do avião e as medidas de segurança que estavam sendo adotadas.

O prédio da ONU, localizado no bairro de Manhattan, foi imediatamente isolado. Entretanto, não houve necessidade de evacuar o local. A reunião prosseguiu sem maiores alterações, embora todos tenham ficado abalados com o acontecimento. Fischer lembrou que, até hoje, nenhum discurso havia sido interrompido por comunicados da segurança. O episódio demonstrou "o quão séria ficou a situação no país depois do dia 11 de setembro". O ministro alemão evitou especular sobre a possibilidade de a queda do avião ter sido provocada por um atentado terrorista.

Ainda não se sabe o que provocou a queda do avião da companhia aérea American Airlines. O Airbus caiu no bairro de Queens, em Nova York, na manhã desta segunda-feira.

Schröder e Rau enviam telegramas - Logo após o anúncio da queda da aeronave civil, o chanceler federal, Gerhard Schröder, e o presidente da Alemanha, Johannes Rau, enviaram telegramas de condolências ao presidente dos Estados Unidos, George W. Bush.

A agenda do ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Joschka Fischer, será mantida. Nesta segunda-feira, ele tem encontro agendado com seus colegas de pasta da Macedônia e do Uzbequistão, bem como com o secretário-geral da ONU, Kofi Annan, e com representantes de uma organização americano-judaica. Na terça-feira à tarde, Fischer retorna para Berlim. Na quinta-feira, ele irá tomar parte na votação no Parlamento sobre a participação de soldados alemães na guerra contra o regime talibã.