Finlândia é o país mais feliz do mundo | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 14.03.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Finlândia é o país mais feliz do mundo

Produzido em parceria com a ONU, Relatório Mundial da Felicidade avaliou 156 países pelo nível de felicidade de seus cidadãos. Nórdicos lideram o ranking em 2018. Brasil cai seis posições e fica em 28º lugar.

Finnland Frauen in Tracht (picture-alliance/Sven Simon/A. Fleig)

Finlandeses durante competição esportiva

As pessoas mais felizes do mundo vivem em países nórdicos, apontou o Relatório Mundial da Felicidade de 2018, divulgado nesta quarta-feira (14/03) no Vaticano. A Finlândia aparece em primeiro lugar no ranking, seguida de Noruega e Dinamarca. O Brasil ficou na 28ª posição.

O relatório classificou 156 países pelo nível de felicidade de seus cidadãos, levando em conta dados obtidos entre 2015 e 2017. Neste ano, foi divulgado também um ranking que avalia 117 países pela felicidade de seus imigrantes, a partir de dados levantados entre 2005 e 2017.

Atrás da Finlândia, Noruega e Dinamarca, completam a lista de dez países mais felizes Islândia, Suíça, Holanda, Canadá, Nova Zelândia, Suécia e Austrália. Apesar de algumas trocas de posições, o top 10 é composto pelos mesmos Estados há dois anos. Em 2017, a Noruega aparecia em primeiro, e a Finlândia, em quinto. Em 2016, era a Dinamarca a primeira colocada.

O Brasil caiu da posição 22 no ranking do ano passado para a 28ª, figurando como o quarto país mais feliz da América Latina. A Costa Rica é o primeiro, em 13º lugar na classificação geral – à frente de uma série de países europeus e dos Estados Unidos (18).

Em seguida na lista latino-americana aparecem o México, em 24º, e o Chile, em 25º. A Argentina ficou logo atrás do Brasil, em 29º. O pior classificado no continente foi a Venezuela, em 102º.

A Alemanha subiu uma posição em comparação com o ano passado, ficando em 15º lugar, atrás da Irlanda e à frente da Bélgica. Outros países europeus tiveram desempenho pior que o alemão, como o Reino Unido, na 19ª colocação, a França, na 23ª, e a Espanha, na 36ª.

Em último lugar está Burundi, logo atrás de República Centro-Africana, Sudão do Sul, Tanzânia, Iêmen, Ruanda, Síria, Libéria, Haiti e Malawi. A maioria dos 30 países pior classificados fica na África.

Finnland Lahti - Flüchtlinge (picture-alliance/dpa/Lehtikuva/M. Kainulainen)

Imigrantes na Finlândia também são os mais felizes

Em 2018, pela primeira vez, o Relatório Mundial da Felicidade avaliou a situação dos imigrantes – e é também na Finlândia onde eles são mais felizes. Segundo o levantamento, o índice leva em conta a abertura com que a sociedade os acolhe, mas também a situação de sua família em seus países de origem.

"O resultado mais impressionante é a coincidência entre a felicidade dos imigrantes e dos nativos", afirmou John Helliwell, da Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá. "Ganham os que se mudam para um país mais feliz, e perdem aqueles que se mudam para um país menos feliz."

O pesquisador destacou ainda que os cinco países mais felizes do mundo na classificação geral têm uma grande proporção de imigrantes, acima de 14% e bem maior do que a média mundial.

O Relatório Mundial da Felicidade é produzido desde 2012 com o apoio da ONU. Ele leva em consideração o Produto Interno Bruto (PIB) per capita, a expectativa média de vida, a percepção de apoio recebido no próprio ambiente social e a percepção de confiança no governo e nas empresas em relação à corrupção.

O levantamento considera ainda a percepção dos cidadãos quanto à liberdade de tomar decisões próprias para influenciar suas vidas e a generosidade das pessoas em relação a doações. Fatores negativos, como preocupação, tristeza e raiva também desempenham um papel no estudo.

EK/dpa/ap/rtr/efe/ots

_________________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Leia mais