FILME ″O CORAÇÃO DE JENIN″ | Escreva sua opinião, comentários, críticas ou sugestões | DW | 16.05.2009
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Sua Opinião

FILME "O CORAÇÃO DE JENIN"

O filme "Coração de Jenin", o conflito entre Israel e a Palestina, Alexandre von Humboldt e a divisão da Alemanha em 1945 foram alguns dos temas que chamaram atenção dos nossos leitores esta semana. Vale a pena ler!

default

O cinema pode contribuir para a paz. O que vemos hoje no Brasil e também no mundo, quero crer, na televisão, e no cinema também, é uma avalanche de filmes em que a violência é o ingrediente principal, tornando-a banalizada geralmente por um final que justifica todo o mal ali destilado. Um filme como "O Coração de Jenin", documentário de um fato real, tem uma conotação bem diferente, uma vez que, acredito, a verdade tem poder maior do que as "invencionices" do complexo industrial do cinema liderado por Hollywood.
João Gualberto Pinheiro Junior

ISRAEL ENFRENTA DESAFIO DE SE ADAPTAR À POLÌTICA DOS EUA

Embora eu ache injusto que outros países tenham presenteado os judeus com uma terra que não lhes pertencia, agora a solução é a criação de dois Estados para restituir aos palestinos um pouco da dignidade, da soberania, da independência que lhes foi roubada. O mundo tem que parar de apoiar incondicionalmente os desmandos, a arrogância, a perversidade do Estado de Israel. Finalmente os Estados Unidos têm um presidente que, apesar dos lobistas israelenses, tem coragem suficiente e está mostrando compreensão pelo problema, também pelo seu lado humano, que poderá trazer uma solução mais justa para os palestinos.
Helena Destefani

Com certeza, se forem criadas condições para o Estado da Palestina, será o início da diminuição dos atritos com o mundo muçulmano. Israel e principalmente os Estados Unidos têm que assumir uma postura firme e segura para que seja criado o Estado da Palestina, pois até hoje o que vimos foi tudo enganação.
Antonio Carlos Meireles Pimentel

TOM ENTRE ISRAEL E EUROPA TORNOU-SE MAIS RÍSPIDO

A actual reação da Europa à política de Israel só peca por vir tarde demais. O governo israelense tem feito tudo o que quer em relação aos palestinianos. Não houve, nos últimos anos, ninguém – na Europa e nos Estados Unidos da América – que tivesse a coragem de parar com aquilo que pode ser considerado, por parte dos israelenses, o extermínio do povo palestiniano. Oxalá que as incipientes manifestações de mudança, na Europa, não sejam apenas boas intenções ou mero "showing off" para o mundo ver e admirar.

Herculano Carreira (Portugal)

GRIPE SUÍNA

Realmente não dá para entender todo o alarmismo da imprensa mundial (mais notadamete a imprensa de esquerda) em torno da gripe suína. Acredito sim que há interesses financeiros por trás de todo o pânico que está sendo gerado pelos boletins e relatórios da OMS (que a imprensa divulga sem qualquer senso crítico ou de observação). Onde está a premissa básica do jornalismo que é verificar as fontes da notícia, mas também buscar por si os fatos? Cada vez mais a imprensa mundial caminha para o lado dos dominadores do sistema global.
Isaias

PANORÂMICA MUNDIAL DA AMAZÔNIA HOMENAGEIA HUMBOLDT

Sem dúvida, o artista tem uma sensibilidade especial e tenta sensibilizar outras pessoas através da imagem. Meu maior temor é que no futuro as pessoas tenham somente a foto de Asisi para lembrar de como era a Amazônia.
Ariovaldo L. Lucas

HÁ 150 ANOS MORRIA O CIENTISTA ALEMÃO ALEXANDRE VON HUMBOLDT

Creio que dentro da lógica do ser humano comum a especialização é melhor. Mas, no caso de Alexander von Humboldt, a questão é outra. Assim como Leonardo da Vinci, Darwin e outros, ele veio com uma missão diferenciada. Para seres humanos especiais não existe limites.

Ariovaldo L. Lucas

IGREJA X ESTADO

O Vaticano é um Estado e não deve opinar nem interferir, nem influenciar outros Estados. Nem na Espanha, nem no Brasil, nem na América Latina, nem em outro Estado algum do mundo.
Mauricio Picazo Galhardo

PROIBIÇÃO DA CAMISINHA PELA IGREJA CATÓLICA

Há um aspecto na propaganda para o uso da camisinha que muitos não querem ver: ela constitui um convite subliminar (às vezes até claro demais) ao sexo, como todas as consequências morais que disso decorre. Pedofilia, estupro, iniciação sexual antes da maturação psicológica e outras desordens daí decorrentes. Tudo isso começa a se banalizar devido ao estímulo incessante da sexualidade pela mídia ou pela difusão de opiniões. Não adianta, nesse contexto, combater esses males sociais, se a moral sexual pregada pela Igreja for rejeitada, combatida. A Igreja prega a boa administração da sexualidade, mas não exige que ninguém seja burro: em caso de violação de uma norma maior, a castidade, não usar a camisinha seria burrice.
Rogge


Leia mais