Filme estrelado por Brad Pitt e Sean Penn ganha Palma de Ouro de 2011 | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 22.05.2011
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Filme estrelado por Brad Pitt e Sean Penn ganha Palma de Ouro de 2011

O filme do diretor norte-americano Terrence Malick "The Tree of Life" foi o grande vencedor do Festival de Cinema de Cannes de 2011. A também norte-americana Kirsten Dunst levou o prêmio de melhor atriz.

Filme de Terrence Malick ganha Palma de Ouro de 2011

Filme de Terrence Malick ganha Palma de Ouro de 2011

A Palma de Ouro da 64ª edição do Festival de Cinema de Cannes foi para o diretor norte-americano Terrence Malick por seu filme The Tree of Life, anunciou o júri do festival neste domingo (22/05) em cerimônia de gala na cidade francesa.

Estrelado por Brad Pitt e Sean Penn, o filme vencedor do Festival de Cannes de 2011 é um drama sobre a existência humana e a natureza. A única participação dos Estados Unidos na disputa este ano já vinha chamando a atenção há meses.

O filme de Terrence Malick conta a história de um garoto de 11 anos, chamado Jack, que cresce no centro-oeste norte-americano nos anos 1950. Após a rígida educação que recebe na infância, Jack torna-se um adulto perdido.

Melhor diretor, melhor roteiro

O cineasta dinamarquês Nicolas Winding Refn foi agraciado com o prêmio de melhor diretor pelo júri do Festival de Cannes. A produção israelense Footnote ganhou o prêmio de melhor roteiro.

O Grande Prêmio do Júri foi dividido entre o diretor turco Nuri Bilge Ceylan por Once Upon a Time in Anatolia e os irmãos belgas Jean-Pierre e Luc Dardenne por The Kid with a Bike.

Melhor ator, melhor atriz

Kirsten Dunst, em Cannes

Kirsten Dunst, em Cannes

O prêmio de melhor atriz na 64ª edição do Festival de Cinema de Cannes foi para Kirsten Dunst, atriz norte-americana de 29 anos que interpretou uma mulher depressiva no drama apocalíptico de Lars von Trier Melancholia.

Como Mary Jane Watson nos filme de Homem-Aranha (2002-2007), Dunst já era conhecida do grande público. Ela também atuou em Maria Antonieta (2006), de Sofia Coppola.

O prêmio de melhor ator foi para o francês de 38 anos Jean Dujardin, por sua participação no filme mudo e em preto-e-branco L'artiste, do diretor francês Michel Hazanavicius.

Prêmios para cinema em língua alemã

Já antes da entrega da Palma de Ouro, Cannes anunciara os primeiros ganhadores na seção oficial Um Certo Olhar e nas mostras paralelas. Muitas premiações foram para contribuições alemães e austríacas. Com o drama sobre câncer Halt auf freier Strecke, o renomado diretor alemão Andreas Dresen ganhou o primeiro prêmio da mostra Um Certo Olhar.

Andreas Dresen recebe prêmio em Cannes

Andreas Dresen recebe prêmio em Cannes

O diretor alemão de 47 anos dividiu o prêmio com o sul-coreano Kim Ki-duk, agraciado por sua obra autobiográfica Arirang. A autenticidade do drama de Dresen emocionou o público em Cannes, tendo sido elogiado desde suas primeiras apresentações.

Em seu filme, Dresen conta a história de Frank, em quem foi constatado um tumor inoperável. O personagem de 40 anos de idade, interpretado pelo ator Milan Peschel, tem somente pouco tempo para se despedir de sua esposa, filhos e de sua vida.

Além de Dresen, o austríaco Karl Markovics recebeu o prêmio Label Europe Cinema (Melhor Filme Europeu) por sua película Atmen, na mostra paralela Quinzena dos Realizadores, e com o curta Der Brief a estudante berlinense Doroteya Droumeva venceu o prêmio Cinéfondation, destinado a curtas-metragens realizados por estudantes de cinema em todo o mundo.

CA/dpa/afp
Revisão: Roselaine Wandscheer

Leia mais