1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Filme censurado na Alemanha Oriental estreia após 44 anos

Salas de cinema alemãs já podem exibir uma comédia em preto-e-branco produzida na antiga Alemanha Oriental. Entre os filmes censurados pelo regime comunista, este era o único que permanecia inédito.

A comédia em preto e branco foi produzida em 1965

Filme em preto-e-branco foi produzida em 1965

Antes tarde do que nunca. Na última quarta-feira (01/07), vários alemães seguiram o ditado à risca vendo a estreia de um filme produzido em 1965.

Em céu aberto à beira do rio Elba, em Dresden, o público presente pôde assistir aos 79 minutos em preto-e-branco de Hände hoch oder ich schieße (Mãos ao alto ou eu atiro), uma comédia de 1965 dirigida por Hans-Joachim Kasprzik.

O filme é da Defa, única produtora de cinema da antiga Alemanha Oriental. Quando ficou pronto, foi considerado crítica política e censurado pelas autoridades do país.

Hände hoch oder ich schiesse é o último da lista de filmes censurados da Defa. Desde 2006, eles estão sendo comercializados pela empresa Defa-Spektrum.

Depois de 44 anos de espera, qualquer um pode finalmente vê-lo no cinema e tentar descobrir o que o regime via de tão ameaçador na comédia.

Para rir

A comédia conta a história de um policial frustrado por não encontrar criminosos para perseguir

A comédia conta a história de um policial frustrado por não encontrar criminosos para perseguir

O filme gira em torno do personagem interpretado por Rolf Herricht, considerado um dos melhores comediantes alemães da década de 1960. Em Hände hoch oder ich schieße, ele dá vida a Holms, um policial da pacata cidade de Wolkenheim, cujo índice de criminalidade é o menor do país.

Apesar da extrema vontade de combater o crime, Holms não consegue ter a "sorte" de lidar com criminosos na pequena cidade. Com o passar dos anos, isso e o grande número de policiais, agentes secretos e informantes na Alemanha Oriental levam Holms à frustração em seu cargo público.

É por isso que ele convence alguns bandidos a roubarem um monumento do centro da cidade. Além da oportunidade de fazer algo heróico na sua carreira, o protagonista tem também a chance de reconquistar o amor da bela Lucie, interpretada por Evelyn Cron.

EH/dpa
Revisão: Alexandre Schossler

Leia mais