1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Filme brasileiro vai abrir mostra do Festival de Berlim

'Antônia', longa da brasileira Tata Amaral, vai abrir mostra Generation 14plus do próximo Festival de Cinema de Berlim. Primeiro filme da competição oficial será 'La vie en Rose', homenagem a Edith Piaf.

default

Tata Amaral, diretora de 'Antônia', a ser exibido em Berlim

Da lista de filmes que participam do próximo Festival Internacional de Cinema de Berlim (Berlinale), que acontece entre 8 e 18 de fevereiro próximo, constam dois longas brasileiros: Antônia, de Tata Amaral, será o filme de abertura do ciclo Generation 14plus, pilar do programa infanto-juvenil do festival voltado para o público acima de 14 anos. A estréia está marcada para o dia 9 de fevereiro.

O "drama hip hop" é o terceiro longa-metragem de Amaral, que trouxe a Berlim o elogiado Um Céu de Estrelas há dez anos atrás. Na sessão Panorama entra o brasileiro A Casa de Alice, dirigido por Chico Teixeira.

Mito na tela

Edith Piaf

Edith Piaf, em 1959

O primeiro filme a ser exibido na mostra competitiva oficial do festival será uma homenagem do diretor Olivier Dahan à lendária Edith Piaf, morta há 43 anos.

O longa biográfico lembra os vários altos e baixos da vida da cantora. Canções como La vie en rose ou Non, je ne regrette rien ficaram imortalizadas em sua voz e são conhecidas em inúmeros países.

De família muito pobre, Piaf se tornou uma das personalidades mais populares da França, tendo sido amiga de Jean Cocteau, Charles Aznavour e Marlene Dietrich. Sua morte em conseqüência de um câncer, em 1963, levou milhares de pessoas às ruas de Paris.

O "mito Piaf" chega às telas através da atriz Marion Cotillard, que contracena, entre outros, com Gérard Depardieu e Emanuelle Seigner. O diretor francês Olivier Dahan dirigiu, entre outros, videoclips de várias bandas.

Leia mais