1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Fifa anuncia cabeças-de-chave da Copa

Brasil joga em Berlim, Dortmund e Munique na primeira fase. México é o primeiro cabeça-de-chave da história da Concacaf. Grupo da morte pode ter Holanda, República Tcheca ou Portugal.

default

Sorteio será em Leipzig, no Leste alemão

A Fifa anunciou, nesta terça-feira (06/12), em Leipzig, os oito cabeças-de-chave da Copa do Mundo de 2006. Foram confirmadas as seleções da Alemanha, Brasil, Argentina, México, Itália, Espanha, Inglaterra e França.

Como já era esperado, a Holanda, apesar da boa colocação no ranking da Fifa, não está entre os cabeças-de-chave, devido à não-classificação para a última Copa do Mundo. Com a ausência da Holanda, o México é o primeiro cabeça-de-chave da história da Concacaf, em 71 anos.

Para determinar as seleções que encabeçam os grupos, a Fifa levou em consideração o retrospecto das equipes nos últimos dois mundiais e o ranking da federação nos últimos três anos. Foram também anunciados os quatro conjuntos em que as seleções que participam da Copa foram separadas para a realização do sorteio no dia 9 de dezembro.

Quatro conjuntos para o sorteio

Fussball WM 2006 Qualifikationsrunde USA - Mexiko

Mexicanos estão entre os cabeças-de-chave pela primeira vez

Os cabeças-de-chave ficaram no primeiro conjunto. No segundo, estão as seleções da Austrália, Angola, Gana, Costa do Marfim, Togo, Tunísia, Equador, Paraguai. O terceiro conjunto é composto por Croácia, República Tcheca, Holanda, Polônia, Portugal, Suécia, Suíça e Ucrânia. No quarto conjunto, estão Irã, Japão, Arábia Saudita, Coréia do Sul, Costa Rica, Trinidad e Tobago e Estados Unidos.

A seleção da Sérvia e Montenegro está separada em um conjunto especial, porque ficou depois das 46 primeiras posições do ranking da Fifa. Para evitar a possibilidade de um grupo ter três seleções européias, Sérvia e Montenegro foi separada e deve ficar no grupo do Brasil, da Argentina ou do México. Com exceção das equipes européias, duas seleções do mesmo continente não podem ficar no mesmo grupo.

Brasil não jogará em Colônia

Fußball-WM 2006 Olympiastadion Berlin

Estádio Olímpico de Berlim, onde o Brasil estréia no dia 13 de junho

A Alemanha, anfitriã, já ficou definida como primeira integrante do Grupo A e o Brasil, campeão da última Copa do Mundo, encabeça o Grupo F. As duas seleções jogarão em Berlim, Munique e Dortmund na primeira fase e, ficando em primeiro lugar em seus grupos, podem se enfrentar apenas na partida final. Todos os outros cabeças-de-chave serão submetidos a sorteios para terem grupos definidos.

Se o Brasil for campeão do Grupo F, jogará as oitavas-de-final, no dia 27 de junho, em Dortmund. Se for bem-sucedido na competição, vai jogar as quartas-de-final em Frankfurt, em 1º de julho; a semifinal em Munique, no dia 5 de julho; e a final em Berlim, quatro dias depois. A decisão do terceiro colocado será em Stuttgart, no dia 8 de julho de 2006.

Mas, se o Brasil terminar em segundo lugar do grupo, joga na seqüência, a partir das oitavas-de-final, em Kaiserslautern, no dia 26 de junho; Hamburgo, no dia 30 de junho; Dortmund, no dia 4 de julho, e Berlim – se chegar à final.

A definição das cidades onde o Brasil irá atuar na primeira fase decepcionou alguns torcedores brasileiros, que esperavam que a seleção jogasse em Colônia, que concentra uma forte comunidade de imigrantes do país. Milhares de brasileiros já reservaram vagas em hotéis da região no oeste da Alemanha.

Especulações sobre o "grupo da morte"

O "grupo da morte" é um importante ingrediente do espetáculo da próxima sexta-feira (09/12) em Leipzig. Pela disposição dos conjuntos preparados para o sorteio, as seleções que têm mais chance de integrar este grupo são a República Tcheca, Holanda e Portugal.

Além de não perder nas Eliminatórias da região européia, Portugal teve o ataque mais positivo, com 35 gols, e foi a seleção com maior vantagem sobre o segundo colocado entre os líderes dos grupos da competição. Além do comando do pentacampeão Luiz Felipe Scolari, a atual formação portuguesa conta com estrelas em grande fase como Figo, Deco, Ricardo Carvalho e Pauleta, recordista de gols da seleção, desbancando a legenda Eusébio.

Euro2004 Teil2 Team Niederlande

Holanda, fora do conjunto dos cabeças-de-chave, pode integrar o grupo da morte

A República Tcheca classificou-se na repescagem, mas está em excelente fase, ocupando a segunda posição no ranking da Fifa. O time vai contar certamente com a estrela Pavel Nedved, que tinha anunciado que não jogaria mais partidas internacionais, mas voltou atrás.

A Holanda pegou um dos grupos mais complicados das Eliminatórias, mas teve uma performance muito superior à dos adversários. A seleção empurrou a República Tcheca para a repescagem e vai embalada para a Copa do Mundo como a equipe que mais pontuou nas Eliminatórias européias.

Em 2002, o "grupo da morte" foi composto por Argentina, Inglaterra, Suécia e Nigéria e resultou na desclassificação prematura dos argentinos na primeira fase. O "grupo da morte" de 2006 deve incluir também uma seleção africana e o Paraguai, considerado uma equipe de médio porte.

Apesar de os africanos, com exceção da Tunísia, serem estreantes, Togo, Angola e Costa do Marfim desbancaram, respectivamente, Senegal (sensação da última Copa), Nigéria e Camarões, as duas últimas com alguma tradição no futebol mundial. Assim, não será novidade se elas complicarem a vida de seleções de mais tradição também na Copa do Mundo.

Leia mais