1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futebol

Fifa afasta Jérôme Valcke

Demissão é anunciada depois de denúncia de venda ilegal de ingressos superfaturados para a Copa no Brasil. Secretário-geral da entidade é acusado de ser autor do esquema e ficar com metade dos lucros.

A Fifa anunciou nesta quinta-feira (17/09) que afastou Jérôme Valcke do cargo de secretário-geral da entidade, após denúncias de que ele estaria envolvido em um esquema ilegal de venda de ingressos superfaturados da Copa de 2014 no Brasil.

Em comunicado, a Fifa disse que solicitou "uma investigação formal" ao comitê de ética sobre "uma série de alegações", mas sem esclarecer quais seriam elas. A entidade anunciou ainda que Valcke "foi afastado e liberado de suas funções efetivas com efeito imediato e até um novo posicionamento da Fifa".

A demissão de Valcke ocorreu após jornais de dez países, entre eles o Estado de São Paulo, publicarem uma reportagem, também nesta quinta-feira, sobre um esquema de venda ilegal de ingressos para a Copa do Mundo no Brasil.

Segundo as denúncias, o secretário-geral da entidade teria fechado um acordo milionário para vender ingressos para os jogos do Mundial por valores quatro vezes maiores do que o preço da tabela oficial. Valcke teria ficado com metade dos lucros do esquema e arrecadado cerca de 2 milhões de euros com a fraude.

As acusações foram feitas pelo empresário Benny Alon, da JB Marketing, responsável pela venda de entradas para eventos da Fifa, que estava envolvido no esquema. Ele afirmou ainda que a empresa percebeu o desaparecimento de 8,3 mil ingressos para a Copa 2014, que teriam sido vendidos pelo secretário-geral da entidade.

CN/ap/rtr/ots

Leia mais