1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Fiasco alemão em Florença

A 100 dias da Copa do Mundo, Alemanha perde amistoso por 4 a 1 e reabre debate sobre métodos do técnico Klinsmann e a pouca maturidade da equipe. Alemães não vencem jogos contra contra grandes rivais desde 2000.

default

Ballack sem chances contra Nesta

Desespero no país anfitrião da Copa, que começa em exatamente 100 dias. A equipe treinada por Jürgen Klinsmann foi humilhada na noite desta quarta-feira (01/03) em Florença em sua primeira partida do ano, levando para casa um 4 a 1 da Itália. Em nenhum momento do jogo, Ballack & companhia demonstraram preparo para um Mundial.

Faltaram idéias, engajamento e garra à seleção alemã, contra um adversário que nem jogou completo. Mesmo sem Vieri, Totti, Zambrotta e Gattuso, a Squadra Azzurra mostrou por que é considerada uma das favoritas à Copa. Enquanto isso, os alemães continuam sem derrotar uma grande equipe do futebol mundial desde a vitória por 1 a 0 contra a Inglaterra, em 7 de outubro de 2000.

Dois gols em sete minutos

Fußball Italien-Deutschland

Gilardino comemora seu gol, no quarto minuto de jogo

A festa italiana começou cedo. Já aos sete minutos de jogo, as redes alemãs haviam balançado duas vezes. O primeiro gol foi marcado aos quatro minutos do apito inicial, por Gilardino. Três minutos depois, a defesa alemã continuava dormindo, quando Luca Toni (Fiorentina) aproveitou um passe errado de Deisler, e marcou o 2 a 0.

Não só Deisler decepcionou. Também Friedrich, Frings e o próprio capitão Ballack jogaram muito aquém de suas possibilidades. A superioridade técnica e física dos jogadores italianos dominou nos 90 minutos de jogo. Desta maneira, o gol de Daniele de Rossi não surpreendeu, aos 39 minutos. O meio-campo do Roma acertou de cabeça, após um belo passe de Camoranesi, sob o olhar do alemão Huth. A defesa alemã foi um fiasco total.

Huth faz gol de honra

No segundo tempo, Klinsmann substituiu Podolski, que não havia feito nada em campo na primeira metade de jogo, pelo "veterano" Asamoah, enquanto Metzelder entrou por Mertesacker. Mesmo retraídos no segundo tempo, os italianos completaram a goleada para 4 a 0, através de Del Piero, aos 11 minutos.

Huth ainda tentou salvar a honra dos alemães, marcando o 4 a 1. Após cobrança de escanteio, por Deisler, o zagueiro do Chelsea chutou forte de curta distância, sem chance para Buffon, a oito minutos do fim de jogo.

Reações de Klinsmann e Ballack

"Estamos todos muito decepcionados", disse o treinador alemão, Jürgen Klinsmann, logo após a partida. Principalmente o primeiro tempo nos foi uma lição, acrescentou. "Estamos todos num processo de desenvolvimento e a equipe é forte o suficiente para atingir algo até a Copa".

Para Michael Ballack, não há explicação para os quatro gols tomados. "Os erros que fizemos foram severamente punidos em campo. Os italianos nos mostraram como se faz. Ainda bem que o próximo jogo é em três semanas. Aí veremos outra seleção alemã", prometeu o capitão alemão.

Antes do início do jogo, marcado pela luta na União Européia contra o racismo, foi lido um apelo do papa Bento 16 à tolerância em campo. Também confrontos entre hooligans alemães e italianos dentro do estádio marcaram a partida. Segundo a Federação Alemã de Futebol (DFB), cerca de 600 torcedores violentos da Alemanha haviam conseguido ingressos para o jogo.

Próximos amistosos da Alemanha:

– 22/03 em Dortmund contra os Estados Unidos

− 30/05 em Leverkusen contra o Japão

– 02/06 em Mönchengladbach contra a Colômbia

ITÁLIA 4 x 1 ALEMANHA

Itália

Buffon; Zaccardo, Nesta (Materazzi), Cannavaro, Grosso – Camoranesi (Pasqual), Pirlo (Barone), Rossi – Del Piero (Iaquinta) – Toni, Gilardino (Perrotta)

Técnico : Marcello Lippi

Alemanha

Lehmann − Friedrich, Mertesacker (Metzelder), Huth, Lahm − Frings (Borowski)− Deisler, Ballack, Schneider (Schweinsteiger) − Podolski (Asamoah), Klose

Técnico : Jürgen Klinsmann

Data : 01/03/2006

Local: Estádio Artemio Franchi, em Florença

Público : 30.000 espectadores

Árbitro : Eduardo Iturralde Gonzalez (Espanha)

Assistentes : Carlos Andres Lopez Villate e Roberto del Palomer (Espanha)

Cartões amarelos : Nesta (I), Frings e Ballack (A)

Gols : Gilardino (I), aos 4 min de jogo; Toni (I), 7 min do 1ºT; Rossi (I), aos 39 min do 1ºT; Del Piero (I), 11 min do 2ºT; Huth (A), 37 min 2ºT.

Outros amistosos de seleções classificadas à Copa :

Itália 4 x 1 Alemanha

Coréia do Sul 1 x 0 Angola

Irã 3 x 2 Costa Rica

Rússia 0 x 1 Brasil

Tunísia 0 x 1 Sérvia-Montenegro

Turquia 2 x 2 República Tcheca

Polônia 0 x 1 EUA

Argentina 2 x 3 Croácia

Irlanda 3 x 0 Suécia

Holanda 1 x 0 Ecuador

Portugal 3 x 0 Arábia Saudita

França 1 x 2 Eslováquia

Escócia 1 x 3 Suíça

País de Gales 0 x 0 Paraguai

Inglaterra 2 x 1 Uruguai

Leia mais