1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Festeje o Carnaval com os alemães

Tradição carnavalesca alemã é bem diferente da brasileira. Em Colônia, por exemplo, a festa já começa em 11 de novembro e é chamada 'a quinta estação'.

default

Antes de tudo, para entender e curtir o Carnaval germânico, o brasileiro tem de deixar de lado a imagem da folia patropi, pois nos festejos típicos alemães não há samba, Rei Momo, mulatas quase nuas, nem trio elétrico.

Karneval im Schwarwald

Máscaras para expulsar o inverno

No sul da Alemanha, especialmente na Floresta Negra, os festejos simbolizam a expulsão dos maus espíritos do inverno e a aproximação da primavera. As fantasias de humor e sátira, que predominam nas primeiras cidades, são substituídas principalmente por máscaras de bruxas, monstros e similares.

A data não é feriado, mas, em Colônia, a tradição e o envolvimento popular são tão fortes que empresas e escolas não funcionam na segunda-feira de Carnaval, dia do principal desfile na cidade, muitas vezes sob a neve.

Dom und Karneval in Köln

Pré-temporada - Como no Brasil, a festa na Alemanha não respeita totalmente o calendário religioso. Em Colônia, por exemplo, a chamada quinta estação do ano inicia-se no dia 11 de novembro. Durante toda a pré-temporada, vários eventos preparam os foliões para os dias oficiais.

Nestes eventos pré-carnavalescos, a programação destaca shows em salões. Os foliões sentam-se em compridas mesas para beber e assistir à apresentação de comediantes, bandas típicas, grupos de dança e discursos humorados. São geralmente festas chiques, de ingresso caro.

Em algumas, exige-se traje black-tie, com direito ao chapeuzinho oficial de folião. Noutras, o público comparece fantasiado. De qualquer forma, todo mundo sentadinho, numa festa comportada demais para um brasileiro identificar como Carnaval.

Bildergalerie Angela Merkel Karneval Bush Bild10

Desfiles - Em vez de escolas de samba e blocos, os principais desfiles são promovidos por clubes e sociedades. As músicas são marchinhas executadas por fanfarras e grupos típicos. Típicos, também, os materiais que são atirados aos espectadores, que podem ser chocolates, doces, mini-ramalhetes de flores ou quinquilharias para a dona de casa ou para as crianças.

Em alguns povoados, o passar dos grupos mais parece parada circense, com acrobacias e malabarismos. Noutros, um haloween fora de época. Em cidades maiores, os desfiles privilegiam a crítica política. O maior deles tem lugar no centro de Colônia na chamada Segunda-feira de Rosas.

Fim de festa - As tradições da terça-feira gorda também variam de região para região. Em Colônia, queima-se à meia-noite o Nubbel, um boneco acusado de todos os pecados cometidos durante a folia. Em Munique, a noite é marcada por um baile de máscaras na praça Viktualienmarkt.

Leia nos links abaixo outros aspectos interessantes do Carnaval alemão

Leia mais