1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Feira do Livro de Leipzig: dados e fatos

A Feira de Livros de Leipzig abriu as portas para o público. Quem vem, do que se fala e por que o público gosta tanto da mostra?

default

Leipzig: foco no público

É comum chamar a Mostra de Livros de Leipzig, que acontece todo ano durante o primeiro semestre, de "irmã caçula" da Feira de Frankfurt. A descrição carinhosa não é exatamente uma mentira se apenas os números forem levados em consideração.

Mas tamanho é relativo: em seus 16 anos de existência com o atual formato (suas origens remontam ao século 15), a feira não parou de crescer. A cada ano, cresce o número de visitantes – e de expositores: neste ano, participam 2200 expositores de 36 países. Arábia Saudita, Sérvia e Turquia são as novidades de 2007.

Também é verdade que direitos e licenças internacionais são negociados em Frankfurt. Mas este nem é o objetivo de Leipzig. A feira é, antes de mais nada, um evento voltado para leitores, escritores e agentes literários. Seu ponto forte não está nos grandes negócios, mas em seu perfil bem-definido.

Uma ligação com o Leste Europeu

Deutschland Buchmesse Leipzig Hörbücher

Feira oferece 2500 títulos de audiolivros

Desde o princípio, o evento de Leipzig é considerado uma ponte para a Europa Central e o Leste Europeu, servindo como um fórum de discussões para escritores.

Além disso, o evento se distingüe através do Prêmio para o Entendimento Europeu, que neste ano foi entregue ao autor alemão Gerd Koenen e ao filósofo russo Michail Ryklin.

Todo ano, é escolhido um país-tema. Em 2007, é a vez da Eslovênia, que tem fama de ser um país literário por excelência devido à confluência, durante séculos, das tradições germânica, romena e eslava. Segundo Peter Handke, autor e dramaturgo alemão, "os eslovenos escrevem sua história não a partir de seus heróis de guerra, mas a partir de seus escritores". Leituras de autores eslovenos e até uma "Noite eslovena da Filosofia" fazem parte do programna.

A feira é também um festival

Outra preocupação dos organizadores de Leipzig é incentivar editoras pequenas e independentes, novos autores alemães e, acima de tudo, o prazer da leitura entre o público mais jovem. Um quarto do total de expositores dedica-se à literatura infanto-juvenil. Há uma oficina literária e outra especializada em temas fantásticos, além do maior concurso de desenhistas de mangá fora do Japão. Até o próximo domingo, são esperados 30.000 crianças e jovens.

Deutschland Buchmesse Leipzig Neuerscheinungen

Literatura infanto-juvenil é destaque

O slogan "Toda a cidade celebra uma feira" é muito mais que simples propaganda. Através do festival Leipzig lê, cerca de 1900 eventos espalham-se pela cidade até tarde da noite em livrarias, cafés, bares, estações de trem, lojas de lingerie e até em salas de tribunal – e, claro, no espaço da feira. Segundo os próprios organizadores, trata-se do maior festival de leitura da Europa.

Entre as celebridades esperadas na cidade, estão Louis Begley, Tschingis Aitmatow, Günter Grass e Martin Walser, além da jovem Sabrina Langer, de 14 anos, autora do romance fantástico Der Elfenkristall (O Cristal dos Elfos). Neste ano, espera-se que o total de visitantes aumente ainda mais, superando os 126.000 registrados em 2006.

Leia mais