1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Fed decide elevar taxa básica de juros

Banco central americano eleva a taxa básica de juros em 0,25 ponto percentual, encerrando quase uma década de política monetária ultra barata. Mais aumentos das taxas devem ocorrer em breve.

O Federal Reserve (Fed) decidiu, nesta quarta-feira (16/12), elevar suas taxas de juro de referência em 0,25 ponto percentual. Este é o primeiro aumento desde 2006. A medida mostra que o banco central americano confia que a economia dos Estados Unidos amplamente superou as consequências da crise financeira de 2007 a 2009.

Especialmente com o desemprego nos EUA caindo constantemente ao longo do ano, havia cada vez menos justificativas para a política de crise do Fed de fornecer dinheiro ultra barato à economia e ao setor privado.

Após reunião de dois dias, o banco indicou que as taxas de juro, que servem de referência para a remuneração de títulos públicos do país e estava entre zero e 0,25%, agora subirá "gradualmente" à zona percentual de 0,25% a 0,5% ao ano.

"O Comitê [Federal de Mercado Aberto] julga que tem havido uma melhora considerável nas condições do mercado de trabalho este ano e está razoavelmente confiante de que a inflação subirá no médio prazo para sua meta de 2%", justificou a instituição, ao comunicar a decisão unânime.

O Fed deixou claro que a elevação da taxa é uma tentativa de iniciar um ciclo de aperto financeiro "gradual" e que, ao decidir o próximo passo, dará destaque ao controle da inflação, que permanece abaixo da meta. Ele disse prever que sua taxa de referência subirá para cerca de 1,4%, até o fim de 2016.

"Considerando a inflação atual abaixo da meta de 2%, o Comitê pretende monitorar com cuidado o progresso real e o esperado a caminho da meta de inflação. O Comitê espera que as condições econômicas evoluam de forma a assegurar apenas aumentos graduais de juros", completou o Fed.

PV/rtr/ap/lusa

Leia mais