Farc elegem seis porta-vozes para o Congresso colombiano | Notícias sobre a América Latina e as relações bilaterais | DW | 15.12.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

América Latina

Farc elegem seis porta-vozes para o Congresso colombiano

Representantes da organização irão trabalhar na implementação do acordo de paz assinado com o governo. Primeiro debate de que participam deve abordar o tema anistia.

Manifestação em Bogotá a favor do acordo de paz com as Farc, em meados de novembro

Manifestação em Bogotá a favor do acordo de paz com as Farc, em meados de novembro

As Forças Revolucionárias da Colômbia (Farc) elegeram seis porta-vozes para representá-las no Congresso colombiano durante as discussões dos projetos de lei para implementar o acordo de paz assinado em novembro com o governo.

Entre os eleitos está uma sobrevivente do partido de esquerda União Patriótica (UP), informou a imprensa local nesta quarta-feira (14/12).  

No Senado estarão Jairo Estrada Álvarez, Pablo Cruz e Judith Maldonado, enquanto que na Câmara, Francisco Tolosa, Jairo Riviera e Imelda Daza. Estes últimos não possuem direito de voto nas sessões.

Os escolhidos da guerrilha atuarão em nome do Movimento Cidadão Vozes de Paz, partido político de origem popular que visa impulsionar a implementação do acordo de paz e a transição das Farc para partido ou movimento político legal.

O primeiro debate que os representantes das Farc acompanharão será o da anistia, na próxima semana. O projeto foi apresentado ao Congresso pelo governo colombiano na terça-feira e iniciou a implementação do acordo de paz.

Também nesta terça-feira, a guerrilha colombiana anunciou o afastamento de cinco de seus mais importantes líderes por não seguirem as orientações político-militares do comando central após o acordo assinado no país.

TMS/efe

Leia mais