1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

América Latina

Farc anunciam cessar-fogo unilateral no início de negociações de paz

No início das negociações de paz em Cuba, guerrilheiros anunciam pausa de dois meses com o objetivo de "reforçar o clima de entendimento" com o governo colombiano.

ARCHIV - Mitglieder der kolumbianischen Rebellenorganisation Farc (Revolutionary Armed Forces of Colombia) patrouillieren an einer Straße in der Nähe von Toribio. Vertreter der Regierung und der linksgerichteten Farc-Guerilla sind am 18.10.2012 in Oslo eingetroffen, um einen neuen Friedensprozess für das südamerikanische Land auf den Weg zu bringen. Foto: Christian Escobar Mora/dpa (zu dpa 0616 vom 18.10.2012) +++(c) dpa - Bildfunk+++

Kolumbien Rebellenorganisation Farc Revolutionary Armed Forces of Colombia

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) ordenaram nesta segunda-feira (19/11) um cessar-fogo unilateral de dois meses para o início das negociações de paz com o governo colombiano, em Havana.

De acordo com um comunicado lido pelo líder da delegação de guerrilheiros, Luciano Marín (vulgo Iván Márquez), as Farc vão parar todas as suas operações entre 20 de novembro e 20 de janeiro.

O negociador disse que a decisão visa "reforçar o clima de entendimento necessário para que as partes que iniciam o diálogo alcancem o propósito desejado por todos os colombianos".

O governo de Juan Manuel Santos se nega a adotar um cessar-fogo durante as negociações, que começaram nesta segunda-feira em Cuba depois do lançamento oficial do processo na Noruega, há um mês.

Um fracasso nas negociações de paz entre o governo em Bogotá e o comando das Farc – a quarta tentativa ao longo dos 50 anos de existência da guerrilha – poderia significar anos de novos combates.

Uma outra preocupação é recuperar a imagem do país perante investidores externos e alcançar mais influência regional.

RO/dpa/rtr
Revisão: Alexandre Schossler

Leia mais