1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Familiares de Fangio torcem por Schumacher

Sem medo de ver o recorde igualado. Sobrinho não gosta de comparações. Argentino e alemão seriam heróis de época diferentes.

default

Fangio e sua companheira Andreina, após a conquista do GP da Inglaterra de 1956

Se conquistar o título mundial de pilotos da Fórmula-1 este ano, o alemão Michael Schumacher entrará para a história do automobilismo como o primeiro a alcançar a façanha de Juan Manuel Fangio. O argentino sagrou-se pentacampeão nos primórdios da F-1, criada em 1951. Fangio foi campeão em 1952 e de 1954 a 1957. Em sua família, há quem não tema que Schumacher chamusque a fama de Fangio.

Muito pelo contrário. Alguns de seus parentes são fãs do alemão, segundo Juan Manuelito Fangio, sobrinho do ídolo argentino. "Nós o apoiamos porque reconhecemos seu talento", diz Manuelito. Ele está certo de que Schumacher igualará o êxito de seu tio e lembra que Fangio conquistou seu quinto título aos 46 anos e o piloto da Ferrari tem agora somente 33. "Evidente que ele vai conseguir, mais cedo ou mais tarde. Isto depende apenas das circunstâncias e da sorte", acredita.

Manuelito acredita que um pentacampeonato de Schumacher não vá apagar o triunfo de sua família, mas provar que o alemão é um esportista "que se auto-supera e quer alcançar metas importantes". O sobrinho do pentacampeão vê semelhança na personalidade dos dois pilotos. "Meu tio Juan disse certa vez que ele nunca se considerou o melhor, mas tentou sempre sê-lo. Acho que Schumacher pensa de forma semelhante."

No entanto, o argentino não aceita comparações maiores entre os dois, pois ambos estão "entre os grandes automobilistas de todos os tempos" e cada qual é herói de uma época diferente. Fangio faleceu em 1995 com 84 anos.

Leia mais

Links externos