1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Fabricantes alemães vestem maior número de seleções na Copa

Puma veste 11 das seleções classificadas à Copa. A Adidas, patrocinadora oficial, é a terceira colocada entre as fabricantes de artigos esportivos, atrás da Nike. Escolha de chuteiras será livre.

default

Adidas patrocina Alemanha, mas Puma tem mais seleções classificadas

Com 11 equipes, a fabricante alemã Puma é quem trará o maior número de seleções à Copa do Mundo na Alemanha em 2006. "É a primeira vez que temos tantos representantes numa Copa", explica Ulf Santjer, porta-voz da empresa sediada na pequena cidade bávara de Herzogenaurach (23 mil habitantes), onde também fica a matriz da Adidas.

Puma Firmenzentrale in Herzogenaurach

Matriz da empresa no sul do país

As classificações da Suíça e da República Tcheca na repescagem elevou para 11 o número de seleções com o símbolo do felino na Copa. Presente há vários anos na África, a número 3 entre as grandes empresas do ramo no mundo equipa quatro das cinco seleções africanas que virão à Alemanha: Tunísia, Gana, Costa do Marfim e Togo.

Chance para ofensiva de marketing

As grandes expectativas de título entre as que vestem o uniforme com o felino ficam por conta da Itália. Também Polônia, Paraguai, Irã e Arábia Saudita usarão Puma na Copa. A sete meses do certame, a empresa do sul da Alemanha já está preparando a maior ofensiva de marketing de sua história, adianta Santjer.

Embora nunca um país africano tenha conquistado um título em Copa do Mundo, a Puma aposta na publicidade com as equipes: "Por ser tão criativo, o futebol africano é uma importante peça em nossa campanha", assinala o porta-voz.

Rivais com história comum

Schuhe von Adidas-Salomon, Sponsorenrecht für die Olympischen Spiele 2008 in Peking

Chuteiras da Adidas

A rival Adidas – da qual um dos irmãos proprietários se desmembrou para fundar a Puma – é patrocinadora oficial da Copa na Alemanha, mas não conseguiu classificar tantas seleções. Além da Alemanha, anfitriã do certame, a "marca das três listras" veste ainda a França, Espanha, Argentina e Japão.

Outros, como a Grécia, campeã européia, China, Nigéria e África do Sul, não se classificaram. Mesmo assim, a segunda maior fabricante de artigos esportivos no mundo estará presente em todos os jogos do mundial, pois fornecerá a bola oficial. "A Copa é um megaevento para a empresa, independente do número de participantes que vestimos", disse a porta-voz Anne Putz.

Segundo ela, só na Alemanha, a empresa espera vender meio milhão de uniformes da seleção alemã, o dobro do vendido na Copa passada.

Nike, com trunfo brasileiro

Ze Roberto mit Brasilien Trikot

Brasileiro Zé Roberto veste Nike

A norte-americana Nike aposta mais uma vez na seleção pentacampeã mundial. "O Brasil representa o sonho do futebol brilhante e estético e é a única equipe de potencial internacional", ressalta Olaf Markhoff, porta-voz da Nike na Alemanha.

A líder mundial no segmento esportivo fornece os uniformes de oito seleções: Brasil, Portugal, Estados Unidos, Holanda, Croácia, México, Austrália e Coréia do Sul.

Entre as fabricantes de menor porte presentes na próxima Copa, está a britânica Umbro, que veste as seleções da Inglaterra e da Suécia. "Por trás dos bastidores está acontecendo uma verdadeira guerra entre as fabricantes por algumas equipes restantes", contou um observador de mercado à agência de notícias alemã DPA.

Chuteiras têm patrocínio à parte

Além dos patrocínios da vestimenta, há ainda os contratos de exclusividade mantidos com os jogadores para uso de chuteiras. A estrela da Adidas, por exemplo, é David Beckham, mas também outros destaques, como Frank Lampard (Inglaterra), Arjen Robben (Holanda), Cacá (Brasil) ou Alessandro dal Pierro (Itália) usam chuteiras desta marca.

A Nike pretende lançar uma campanha com as estrelas Ronaldinho (Brasil), Thierry Henry (França) e Wayne Rooney (Inglaterra). Durante a Copa na Alemanha, a escolha da marca de chuteiras é livre, com exceção da Alemanha, que usará Adidas dos pés à cabeça.

Leia mais