Fórum do Ambiente discute proteção atmosférica | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 21.11.2001
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Fórum do Ambiente discute proteção atmosférica

Segunda edição do fórum discute iniciativas contra a poluição e as nocivas mudanças climáticas no planeta.

default

Os gases expelidos pelos automóveis contribuem para a poluição do ar

Cerca de 200 políticos, cientistas e especialistas em meio ambiente de mais de 25 países começaram a debater nesta quarta-feira novos projetos e estratégias para o clima mundial na cidade alemã de Magdeburgo. O tema central do Segundo Fórum do Ambiente são as iniciativas para a proteção ambiental e da nossa atmosfera.

A conferência também conta com a presença do ministro alemão do Meio Ambiente, Jürgen Trittin. No último encontro foram desenvolvidos vários projetos, entre eles a Iniciativa de Ar Limpo, que vem sendo aplicada em várias cidades do planeta, inclusive no Brasil. O plano foi desenvolvido e aprovado em 1999 pelo Banco Mundial em parceria com a DaimlerChrysler, a Volvo, a Renault, o Programa Ambiental das Nações Unidas (PNUMA) e outras instituições.

Iniciativa de Ar Limpo

O programa consiste na melhoria da qualidade do ar e na eliminação de poluentes que excedem os limites recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Diariamente, cerca de 100 milhões de pessoas são expostas, no mundo todo, a níveis de contaminação que causam prejuízos de bilhões de dólares em gastos médicos e em perdas de produtividade. O projeto também ajuda a evitar a emissão de gases que contribuem para a mudança climática global, o efeito estufa, que continua aumentando nas cidades latino-americanas.

Os temas desenvolvidos no plano da iniciativa promovem, principalmente, a participação pública e o envolvimento ativo do setor privado no uso de tecnologias inovadoras para a baixa emissão de poluentes locais. Os aspectos já definidos foram os planos específicos para cada cidade, a organização de seminários na Argentina, México e Brasil, além de um site do Ar Limpo, com cursos de aprendizagem à distância e divulgação de relatórios das parcerias.

Ao lado do Rio de Janeiro, a iniciativa está sendo aplicada nas cidades próximas da capital fluminense. Belford Roxo, Duque de Caxias, Magé, Nilópolis, Nova Iguaçu, Queimados e São João de Meriti também recebem os benefícios e as conquistas do projeto. Esses municípios, assim como o Rio, concentram um alto número de poluentes atmosféricos em virtude da sua grande ocupação urbana e industrial. Outras metrópoles que participam do programa desenvolvido pelo Primeiro Fórum do Ambiente de Magdeburgo, em 1999, são Buenos Aires, Santiago, Lima e a Cidade do México.

Links externos