1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Fórum do Ambiente discute proteção atmosférica

Segunda edição do fórum discute iniciativas contra a poluição e as nocivas mudanças climáticas no planeta.

default

Os gases expelidos pelos automóveis contribuem para a poluição do ar

Cerca de 200 políticos, cientistas e especialistas em meio ambiente de mais de 25 países começaram a debater nesta quarta-feira novos projetos e estratégias para o clima mundial na cidade alemã de Magdeburgo. O tema central do Segundo Fórum do Ambiente são as iniciativas para a proteção ambiental e da nossa atmosfera.

A conferência também conta com a presença do ministro alemão do Meio Ambiente, Jürgen Trittin. No último encontro foram desenvolvidos vários projetos, entre eles a Iniciativa de Ar Limpo, que vem sendo aplicada em várias cidades do planeta, inclusive no Brasil. O plano foi desenvolvido e aprovado em 1999 pelo Banco Mundial em parceria com a DaimlerChrysler, a Volvo, a Renault, o Programa Ambiental das Nações Unidas (PNUMA) e outras instituições.

Iniciativa de Ar Limpo

O programa consiste na melhoria da qualidade do ar e na eliminação de poluentes que excedem os limites recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Diariamente, cerca de 100 milhões de pessoas são expostas, no mundo todo, a níveis de contaminação que causam prejuízos de bilhões de dólares em gastos médicos e em perdas de produtividade. O projeto também ajuda a evitar a emissão de gases que contribuem para a mudança climática global, o efeito estufa, que continua aumentando nas cidades latino-americanas.

Os temas desenvolvidos no plano da iniciativa promovem, principalmente, a participação pública e o envolvimento ativo do setor privado no uso de tecnologias inovadoras para a baixa emissão de poluentes locais. Os aspectos já definidos foram os planos específicos para cada cidade, a organização de seminários na Argentina, México e Brasil, além de um site do Ar Limpo, com cursos de aprendizagem à distância e divulgação de relatórios das parcerias.

Ao lado do Rio de Janeiro, a iniciativa está sendo aplicada nas cidades próximas da capital fluminense. Belford Roxo, Duque de Caxias, Magé, Nilópolis, Nova Iguaçu, Queimados e São João de Meriti também recebem os benefícios e as conquistas do projeto. Esses municípios, assim como o Rio, concentram um alto número de poluentes atmosféricos em virtude da sua grande ocupação urbana e industrial. Outras metrópoles que participam do programa desenvolvido pelo Primeiro Fórum do Ambiente de Magdeburgo, em 1999, são Buenos Aires, Santiago, Lima e a Cidade do México.

Links externos