1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Fábrica de dinheiro para o mundo

Desde 1852, a empresa alemã Giesecke & Devrient é especializada na fabricação da mais cobiçada das mercadorias: o dinheiro. Atualmente, a G&D imprime cédulas e papel-moeda para mais de 80 países.

default

Cédulas de euro recém-impressas

Diversos países fazem uso do serviço de terceirização na fabricação de dinheiro. Uma das firmas mais procuradas é a renomada Giesecke & Devrient, que desde 1852 imprime cédulas e produz papel para sua impresão. Para se ter uma idéia de sua importância, com a entrada do euro na União Européia, a G&D imprimiu cerca de 5 bilhões de notas, ou seja, um terço do volume total da primeira emissão na Europa.

20 Euro Schein, Euro

Cédula de 20 euros

Cada nota de euro contém informações que revelam a origem da cédula. No verso, há sempre uma letra antes da seqüência de números, e ela indica a procedência da nota. Se for "x", significa que foi impressa na Alemanha. Agora se for "p", indica que o dinheiro foi impresso pela G&D. Cerca de 25% das notas em circulação foram produzidas pela firma alemã.

Bilhões de notas

A empresa com sede em Munique mantém uma produção invejável. São 4 bilhões de cédulas por ano. A impressão é feita em quatro fábricas, duas na Alemanha – no interior da Baviera e Leipzig –, em Ottawa (Canadá) e ainda em Kuala Lumpur (Malásia). A G&D é hoje a segunda maior empresa privada de impressão de dinheiro do mundo, perdendo apenas para a britânica De La Rue.

Como a discrição é a alma do negócio, e especialmente neste tipo de negócio, a direção evita citar nomes de clientes, mas revela que atende países como a Mongólia e Tansânia. "Nós produzimos também metade do dinheiro canadense", declarou Walter Schlebush, diretor da G&D. A empresa imprime cédulas para cerca de 60 países.

O papel para a impressão de dinheiro

Além da impressão de cédulas, a G&D é também uma das líderes na fabricação do papel em que elas são impressas, com mais de 80 clientes internacionais. Para um país, manter uma fábrica própria para a impressão de cédulas só é rentável a partir de 50 milhões de habitantes. Já a fabricação do papel para a impressão das cédulas só vale a pena a partir dos 100 milhões de habitantes. Neste caso, a terceirização é mais econômica.

O motivo é a complexidade da fabricação desse papel especial. Ele é feito com fibras de algodão e possui uma textura própria, que difere totalmente do papel comum. Estima-se que cada folha de papel para a impressão de notas custe entre 6 e 12 euros, dependendo dos elementos de segurança que forem incluídos em sua confecção. O preço exato e maiores detalhes são mantidos em segredo pela G&D.

Diversas opções

Mehr Blüten im Umlauf

Controle de segurança nas notas de euro

Quem imprime notas por esta empresa particular alemã pode optar, por exemplo, por incluir hologramas, pontos fluorescentes ou serigrafia à base de tintas opticamente variáveis como medidas para evitar falsificações. Algumas das normas de segurança, que se tornaram padrão na produção de cédulas, foram desenvolvidas com a participação da G&D, como a técnica de impressão calográfica, também conhecida por impressão intaglio.

"O conhecimento desta técnica está disponível apenas para a impressão de dinheiro", revelou Schlebush, lembrando que este método de segurança é dificílimo de ser imitado por falsificadores.

A impressão de cédulas e a fabricação do papel para sua impressão é um negócio rentável que exige, acima de tudo, discrição. Quanto menos publicidade, melhor. Os clientes buscam eficiência e reserva. Não é à toa que estranhos têm acesso proibido nas fábricas. Para ver dinheiro, apenas se for do próprio bolso.

Leia mais

Links externos