1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Fábrica de chip transgride lei ambiental, diz UE

Comissão Européia adverte governo alemão a mudar projeto que prevê investimento de 1,5 bilhão de euros e geração de 1.300 empregos.

A construção de uma fábrica de chip em Frankfurt do Oder (leste alemão) transgride a legislação ambiental européia. Segundo informações do jornal Berliner Zeitung, a comissária de Meio Ambiente da UE, Margot Wallström, enviou uma carta de advertência ao governo alemão, exigindo correções no plano da obra.

A prefeitura de Frankfurt do Oder, a construtora de fábricas de chips Communicant e a Secretaria Estadual de Finanças de Brandemburgo garantem, porém, que o projeto é compatível com as leis de meio ambiente da Alemanha. "Partimos do princípio de que a as objeções serão derrubadas", disse o porta-voz da secretaria, Dirk Reitemeier.

O Ministério da Agricultura ainda está elaborando uma resposta à advertência recebida de Bruxelas. Segundo a UE, o projeto fere a legislação sobre o controle de riscos decorrentes do processamento de substâncias perigosas. Além disso, a Comissão Européia criticou falhas no estudo de impacto ambiental.

Subsídios - A construção da fábrica de chips envolve investimentos de aproximadamente 1,5 bilhão de euros, dos quais € 353 milhões virão dos cofres públicos alemães. O restante é coberto pela Intel, o Emirado de Dubai e pela empresa Jenoptik.

Em função dos subsídios oficiais previstos, o projeto depende de aprovação pela Comissão de Competitividade da UE. A fábrica deve começar a produzir em meados de 2003 e gerar 1.300 empregos diretos.

Leia mais