1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Extremistas turcos espionam e-mails da União Européia

Entre a Comissão da UE e a Turquia, um dos países candidatos à filiação, existem novos problemas. O embaixador turco junto à União Européia, Nihat Akyol, foi chamada à sede da Comissão em Bruxelas para receber nota de protesto contra a divulgação do conteúdo de mensagens eletrônicas internas da UE.

Grupos turcos de extrema direita vêm interceptando as mensagens trocadas entre Bruxelas e a representação da União Européia em Ancara. Os textos são divulgados posteriormente com interpretações propositadamente falsas, a fim de fomentar uma campanha contra a UE e a sua representante na Turquia, Karen Fogg. Bruxelas já solicitou várias vezes ao governo turco que proíba a publicação dos e-mails acessados ilegalmente, sem que Ancara tenha tomado qualquer providência.

O presidente da Comissão da UE, Romano Prodi, pretende tratar pessoalmente da questão com o primeiro-ministro turco Bülent Ecevit. A comunicação eletrônica entre Bruxelas e a representação da UE em Ancara está protegida pelo direito internacional. O governo turco é também responsável pela segurança dos representantes da UE na Turquia, afirmou em Bruxelas, nesta terça-feira, o porta-voz da Comissão, Jonathan Faull.