1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Artes

Exposição em Brasília mostra fotografia contemporânea alemã

Depois de passar por Porto Alegre e Curitiba, a mostra "apresentação | representação" chega a Brasília para exibir um panorama diversificado e contestador da nova geração de fotógrafos da Alemanha unificada.

O impacto da fotografia na vida moderna e um panorama da produção fotográfica alemã recente podem ser vistos na mostra apresentação | representação – Fotógrafos alemães contemporâneos, em cartaz em Brasília, depois de passar por Curitiba e Porto Alegre.

Organizada pelo Instituto de Relações Exteriores (IFA, do alemão), a exposição é focada no trabalho de dez fotógrafos que, de maneiras diferentes, representam a fotografia contemporânea alemã.

Fotoausstellung Darstellung Vorstellung Fotografie aus Deutschland

Artistas representam a primeira geração da Alemanha unificada

Eles têm hoje cerca de 40 anos e realizam seu trabalho artístico há mais de dez anos. Os fotógrafos representam uma nova postura, na qual a fotografia é usada para romper as fronteiras entre o documental e o artístico.

"Estes fotógrafos representam a atitude contemporânea perante o meio: uma fotografia em estilo documental, o que é de certa forma um paradoxo, uma vez que não se pode formular opiniões subjetivas sobre o mundo de uma forma aparentemente impessoal (pelo menos à primeira vista). Todos eles estão unidos pelo seu interesse em fazer imagens válidas", disse Thomas Weski, curador da exposição, à DW Brasil.

Transitando entre o digital e o analógico, os fotógrafos da mostra abrangem um espectro diversificado e contemporâneo do trabalho fotográfico artístico e documental, sem restrições formais.

Fotoausstellung Darstellung Vorstellung Fotografie aus Deutschland

Exposição busca um novo olhar sobre a fotografia contemporânea alemã

Contemporâneo unificado

Por décadas, a fotografia na Alemanha recebeu grande influência de escolas ou academias de arte. "Houve momentos em que a estética da fotografia estava relacionada à Universidade de Artes Folkwangem Essen ou às academias de artes de Düsseldorf e de Leipzig. Esses grupos dominavam o trabalho artístico dos fotógrafos no país", disse o curador.

Um dos nomes mais importantes desse período é Bernd Becher, que começou a ensinar fotografia na Academia de Artes de Düsseldorf em 1976, quando a disciplina entrou no currículo da academia. Sua fotografia documental, minimalista e analítica influenciou fotógrafos como Andreas Gursky, Candida Höfer e Axel Hütte, além de ter impacto no minimalismo e na arte conceitual.

Fotoausstellung Darstellung Vorstellung Fotografie aus Deutschland

Fotos jogam com o documental e o artístico

No entanto, nos últimos anos, emergiu na Alemanha uma nova cena fotográfica pulsante e heterogênea. O trabalho desses novos fotógrafos não segue um estilo predominante ou sofre influência de alguma região ou instituição de ensino.

"A seleção desses fotógrafos, com suas histórias e trabalhos tão individuais, espelha a primeira geração de artistas da Alemanha unificada. O trabalho desses artistas não pode mais ser descrito exclusivamente pelo critério ocidental e oriental", explicou Weski.

O método ou estética desses dez fotógrafos não pode ser associado a nenhuma escola específica, no entanto cada um deles, de maneira própria, leva em conta o fator documental em sua obra, mas com diferentes abordagens, conceitos e métodos de trabalho.

Transição entre analógico e digital

Outra característica essencial desses fotógrafos é que eles vivenciaram a substituição da fotografia analógica pela digital. "Com a mudança da técnica veio um novo entendimento da fotografia como mídia e também da credibilidade da fotografia como meio artístico. Os fotógrafos da exposição refletem essa nova situação da fotografia, de uma construção conscientemente subjetiva da autenticidade", afirmou Weski.

Fotoausstellung Darstellung Vorstellung Fotografie aus Deutschland

Trabalhos não seguem um estilo predominante

Individualmente, o trabalho desses artistas é um espectro representativo da produção fotográfica contemporânea alemã, quebrando com características tradicionais da fotografia documental, muito associada às escolas fotográficas alemãs do pós-Guerra.

Essas imagens transitam entre representações documentais do mundo e uma visão do mundo baseada na representação artística. Os limites entre representação documental e artística são tênues, criando uma dúvida consciente no espectador.

"O fato de ser tecnicamente fácil tirar uma fotografia não quer dizer que seja fácil fazer uma foto boa e significativa. A reação ao fato de ser tão fácil hoje fazer uma imagem fotográfica é que muitos fotógrafos jovens escolhem conscientemente o uso da fotografia analógica e das câmeras de grande formato, que resultam em um trabalho mais concentrado e com outra qualidade pictórica, o que é mais fiel ao meio da fotografia", conclui o curador.

Os fotógrafos que participam da mostra são Albrecht Fuchs, Claus Goedicke, Heidi Specker, Karin Geiger, Laurenz Berges, Matthias Koch, Nicola Meitzner, Peter Piller, Uschi Huber e Wiebke Loeper.

A exposição "apresentação | representação" está em cartaz no Museu Nacional dos Correios em Brasília até 02/02/2014.

Leia mais