1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Exportações garantiram lucro das montadoras alemãs em 2003

Em 2003, as montadoras alemãs produziram mais de 5 milhões de automóveis, pelo sétimo ano consecutivo. As exportações compensaram o fraco desempenho do mercado interno, que absorveu 3,25 milhões de automóveis.

default

O novo Golf da Volkswagen

A média anual de vendas internas das montadoras alemãs, a longo prazo, situa-se em torno de 3,6 milhões de veículos. Portando, foi graças às exportações que as três maiores montadoras – Volkswagen, DaimlerChrysler e BMW – conseguiram ter lucros. A Volkswagen registrou fortes perdas, ao passo que a BMW bateu novo recorde de produção.

Para 2004, o setor automobilístico prevê uma recuperação do mercado interno, motivada por três principais fatores: a reforma fiscal, que aliviará o bolso do contribuinte, a recuperação da conjuntura alemã e uma enxurrada de novos modelos.

Em setembro de 2003, A Volkswagen já lançou o novo modelo do Golf e a BMW a nova série 5. Em 2004, a Opel colocará no mercado o novo Astra e a Ford o novo Focus. A Audi lançará uma nova versão do A6 e a Mercedes renovará a classe A. A BMW introduzirá no mercado a nova série 1 de carros compactos, que irão concorrer diretamente com o Golf da Volkswagen e o A3 da Audi.

Valorização do euro e problemas nos EUA Apesar do bom desempenho das exportações em 2003, o mercado dos Estados Unidos – o maior do mundo – é motivo de preocupação. A valorização do euro frente ao dólar corrói os lucros. Por causa do câmbio, a Volkswagen deixou de ganhar um milhão de euros em 2004.

Por outro lado, as duas grandes montadoras americanas - GM e Ford - estão oferecendo altos descontos, pois as fábricas estão com superprodução e as empresas preferem apostar na venda em massa que no lucro em cada automóvel.

Volkswagen com problemas, inclusive no Brasil

Das três grandes montadoras alemãs, a Volkswagen foi quem enfrentou maiores problemas. O lucro líquido despencou até o mês de setembro em quase 56%. A produção do novo Golf consumiu altos investimentos e, no Brasil, a montadora alemã teve de constituir reservas de 120 milhões de euros para cobrir demissões.

Além disso a Volkswagen perdeu vários milhões de euros com seus modelos de alto luxo Phaeton e Bentley Arnage, que não corresponderam à expectativa de vendas.

Lucros e perspectivas da BMW e DaimlerChrysler

Nos primeiros nove meses de 2003, a produção da BMW já era 1,2% superior à do ano passado, embora o lucro líquido nesse mesmo perídos (1,5 bilhão de euros) tenha caído 10%. Até o final de 2003, a empresa espera bater recorde de produção em todas as marcas. Em 2004, além de lançar os novos modelos da série 1, a BMW colocará no mercado o pequeno jipe X3, uma novidade na Alemanha.

A DaimlerChrysler vendeu 1,1 milhão de automóveis no terceiro trimestre de 2003 e espera obter um lucro líquido de 5 bilhões de euros até o final do ano. A Chrysler continua dando dor de cabeça à multinacional alemã. O faturamento da marca diminuiu, mas fechará o ano com um pequeno lucro. A marca Mercedes-Benz continuará sendo o cavalo de batalha de montadora. Em 2004, a Mercedes lançará os novos modelos da classe A e M

Leia mais