1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Exportações alemãs sofrem pior queda em cinco anos

Comércio exterior é afetado por sanções contra a Rússia, apontam especialistas. Variação de -5,8% é a maior desde 2009, quando a crise financeira global atingiu a indústria do país. Exportações também registram baixa.

As exportações da Alemanha, a maior economia da Europa, sofreram em agosto sua pior queda em mais de cinco anos. A variação foi de -5,8% em relação ao mês anterior, divulgou o Departamento Federal de Estatísticas (Destatis) nesta quinta-feira (09/10).

A redução foi a mais acentuada desde janeiro de 2009, quando a crise financeira global atingiu o setor industrial alemão, abrindo caminho para uma recessão no país. Analistas consultados pela agência de notícias Reuters previam uma variação de -4% para agosto, depois de as exportações terem crescido 4,8% em julho em relação ao mês anterior.

Também as importações sofreram uma surpreendente queda de 1,3% em agosto. O comércio externo alemão foi influenciado por uma contração da demanda dos principais parceiros na zona do euro e uma série de crises globais.

Um dos fatores responsáveis pelos recuos em agosto seriam as sanções econômicas contra a Rússia, que entraram em vigor no dia 1º do mês, apontam especialistas. Além de bancos, as medidas afetaram armamentos e bens de alta tecnologia.

O vice-diretor-executivo da Confederação Alemã das Câmaras de Indústria e Comércio (DIHK), Volker Treier, destaca que 2014 é um ano que preocupa em termos de geopolítica.

Analistas ouvidos pela Reuters alteraram sua estimativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2014, de 1,9% para 1,3%. Para 2015, a expectativa também caiu de 2% para 1,2%.

LPF/dpa/rtr

Leia mais