Explosões de bomba no Texas podem estar relacionadas | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 13.03.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Estados Unidos

Explosões de bomba no Texas podem estar relacionadas

Em Austin, pacotes deixados em residências explodem, matam um adolescente e ferem duas mulheres. É o segundo ataque do tipo neste mês, todos contra negros ou hispânicos. Polícia acredita que casos estejam ligados.

Explosões nesta segunda-feira mataram um adolescente e feriram duas mulheres de 40 e 75 anos

Autoridades americanas não descartam que ataques podem ter tido motivação racial

A cidade de Austin, nos sul dos Estados Unidos, voltou a ser alvo de duas explosões de bomba nesta segunda-feira (12/03), deixando ao menos um morto e dois feridos. Autoridades acreditam que o incidente esteja ligado ao ataque que matou um homem na mesma cidade no início do mês.

Segundo o chefe da polícia de Austin, Brian Manley, nos três casos um pacote foi deixado em frente a residências, e acabou explodindo quando as vítimas tocaram na embalagem ou tentaram abri-la. "Estamos investigando esses três incidentes como relacionados", afirmou Manley.

Em nenhum dos casos o pacote parece ter sido entregue por uma empresa de serviço postal. Eles foram deixados no chão durante a noite, sem ninguém bater na porta ou apertar a campainha, disseram as autoridades.

"Se você receber um pacote que não esteja esperando ou que pareça suspeito, não abra. Ligue imediatamente para 911 [telefone de emergência]", orientou Manley em rede social.

Todas as vítimas, incluindo um homem de 39 anos que morreu na explosão em 2 de março, são afro-americanas ou hispânicas, afirmou o chefe de polícia. "Não descartamos que um crime de ódio pode ter motivado os ataques, mas ainda não podemos confirmar que essa é a causa."

As explosões desta segunda-feira ocorreram a poucos quilômetros de distância uma da outra, ambas na região de East Austin, que é predominantemente hispânica e está em processo de gentrificação devido ao aumento da população da cidade.

Uma das bombas matou um adolescente de 17 anos, que encontrou o pacote em frente à sua casa e o levou até a cozinha, onde ocorreu a explosão. Uma mulher de 40 anos que estava dentro da residência ficou ferida. Ela foi levada a um hospital, mas não corre risco de morte.

A vítima da segunda explosão foi uma mulher de 75 anos, que está internada com ferimentos graves. Segundo uma testemunha que mora na mesma rua, a idosa, sentada em uma cadeira de rodas, havia saído de sua residência para regar a grama quando encontrou a bomba.

A explosão do dia 2 de março, agora investigada como homicídio, ocorreu no bairro de Harris Ridge, mais ao norte da cidade e de classe média alta.

O governador do Texas está oferecendo uma recompensa de 15 mil dólares por informações que levem à prisão de suspeitos pelas explosões. A polícia afirmou que não há indícios de que os casos estejam relacionados a terrorismo.

Os ataques desta segunda-feira ocorrem num momento em que Austin recebe milhares de visitantes em ocasião do South by Southwest, conhecido pela sigla SXSW, um dos maiores festivais de cultura e tecnologia do mundo. O evento na capital do Texas reúne todos os anos cerca de 400 mil pessoas.

Em rede social, os organizadores do festival afirmaram que o "SXSW está com o coração partido pelas explosões ocorridas em Austin", e pediram para que os visitantes "fiquem seguros e avisem as autoridades caso vejam algo suspeito".

EK/ap/dpa/lusa/rtr

_______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Leia mais