1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Ex-presidente russo Boris Ieltsin morre aos 76 anos

Governo federal alemão e ex-chanceleres Kohl e Schröder lamentam a morte de Ieltsin, presidente que conduziu a Rússia na fase de transição do socialismo para o capitalismo.

default

Ieltsin morreu de ataque cardíaco, informou o Kremlin

O ex-presidente russo Boris Ieltsin morreu nesta segunda-feira (23/04) aos 76 anos. De acordo com fontes médicas citadas pela agência de notícias Interfax, a morte foi causada por uma parada cardíaca. O governo federal alemão lamentou a morte de Ieltsin.

A chanceler federal Angela Merkel enviou um telegrama de condolências ao Kremlin. "Boris Ieltsin foi uma grande personalidade da política russa e internacional, um corajoso lutador da democracia e da liberdade e um verdadeiro amigo da Alemanha", escreveu Merkel.

O ex-chanceler federal Helmut Kohl também lamentou a morte de Ieltsin. "Com sua morte, um grande estadista e um amigo fiel da Alemanha se foi", comentou. Segundo Kohl, o ex-presidente não mediu esforços para melhorar as relações entre a Rússia e a Alemanha. "Nos muitos anos da nossa cooperação estreita e baseada na confiança, pude verificar com quanta coragem, paixão e decisão ele conduziu a Rússia para a comunidade de nações livres."

Para o ex-chanceler federal Gerhard Schröder, o ex-presidente russo foi um importante parceiro da Alemanha. "Com a morte de Boris Ieltsin, perdemos um grande amigo do nosso país, em cujo mandato a cooperação política e econômica com a Alemanha foi aprofundada", afirmou Schröder. "Na fase crítica após o colapso do Pacto de Varsóvia, ele colaborou decisivamente para assegurar um desenvolvimento pacífico."

Também o presidente da Comissão Européia, José Manuel Barroso, elogiou o ex-presidente russo e o classificou como um homem corajoso. "A melhor lembrança que temos dele é quando se levantou contra o golpe de estado."

O ex-presidente soviético Mikhail Gorbatchov elogiou Ieltsin, mas com ressalvas. "Ele prestou um grande serviço ao país, mas também cometeu grandes erros", afirmou, segundo a Interfax.

Primeiro presidente

Ieltsin foi o primeiro presidente da Rússia na era pós-soviética e o primeiro eleito democraticamente, em junho de 1991, na fase final de esfacelamento da União Soviética. Ieltsin governou o país até 1999, liderando a transição do socialismo para o capitalismo.

Em agosto de 1991, ele chegou a subir num tanque de guerra para impedir um golpe de estado da linha-dura comunista, que tentava derrubar o então presidente da União Soviética, Mikhail Gorbatchov. O golpe fracassou e Ieltsin saiu fortalecido da crise política.

Os berlinenses se lembram de Ieltsin como o presidente que ordenou a retirada dos últimos soldados russos de Berlim em agosto de 1994.

Mas foi também durante o seu governo que começaram as duas guerras contra a Tchetchênia, em 1995 e 1999, além da grande crise econômica de 1998.

Mesmo desgastado politicamente com a primeira guerra, conseguiu se reeleger como presidente da Rússia em 1996. Já nessa época, sofria de problemas de saúde: no dia da votação, sofreu um ataque cardíaco.

Em agosto de 1999, Ieltsin designou o ex-chefe do serviço secreto Vladimir Putin para o posto de primeiro-ministro e o escolheu como seu sucessor político. Em dezembro, Ieltsin renunciou à presidência da Rússia.

Nascido em 1º de fevereiro de 1931 numa família camponesa de Botka, perto de Ekaterinburgo (ex-Sverdlovsk), Ieltsin formou-se em engenharia e iniciou a sua carreira política aos 37 anos, tornando-se chefe local do Partido Comunista. (as)

Leia mais