1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Ex-presidente da Ucrânia entra na lista da Interpol

Viktor Yanukovitch, deposto na revolução pró-Ocidente no ano passado, é procurado sob acusação de desvio de verba pública. Ele e sua família teriam acumulado uma fortuna.

A Interpol emitiu nesta segunda-feira (12/01) um mandado de busca internacional para Viktor Yanukovytch, ex-presidente da Ucrânia, deposto em fevereiro do ano passado.

Segundo a notificação publicada no site da polícia internacional, o ex-presidente ucraniano é procurado devido a acusações de fraude e desvio de dinheiro público na Ucrânia.

O "alerta vermelho" emitido pela Interpol permite que qualquer polícia do mundo o entregue à Ucrânia. O alerta não é um mandado de prisão, mas visa ajudar as polícias nacionais dos países-membros a identificar suspeitos.

Bildergalerie Präsidentenpaläste Janukowitsch Palast Ukraine

Viktor Yanukovitch é acusado de ter conquistado uma fortuna desviando dinheiro público. Na uma foto, uma das residências do ex-presidente.

Yanukovytch fugiu da Ucrânia no ano passado, meses depois das manifestações pró-Ocidente contra a decisão dele, então presidente, de desistir de um acordo que colocaria o país no caminho para a integração com a União Europeia (UE). Ele optou por reforçar os laços econômicos com a Rússia, país onde atualmente está vivendo.

O ex-chefe de Estado ucraniano e membros de sua família são acusados de terem feito fortuna enquanto ele esteve no poder. Um dos filhos de Yanukovitch, Oleksandr, teria acumulado 420 milhões de euros na indústria mineira de carvão, apesar de ser dentista.

No último Índice de Transparência da Percepção da Corrupção Internacional, a Ucrânia ocupou o 144.º lugar numa lista composta por 177 países.

PV/ap/lusa/rtr

Leia mais