Ex-membro da SS nazista condenado à prisão perpétua aos 88 anos | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 23.03.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Ex-membro da SS nazista condenado à prisão perpétua aos 88 anos

O alemão Heinrich Boere fez parte da SS nazista e matou três civis holandeses durante a Segunda Guerra. Boere confessou os crimes, mas alegou que apenas cumpria ordens.

default

Heinrich Boere no tribunal de Aachen

Em um dos últimos julgamentos de crimimosos nazistas, o Tribunal de Aachen, na Alemanha, condenou nesta terça-feira (23/03) à prisão perpétua Heinrich Boere, de 88 anos, pela morte de três civis holandeses durante a Segunda Guerra Mundial.

Filho de uma alemã e de um holandês, Boere serviu ao Exército alemão na frente russa antes de ingressar na SS, a polícia nazista, em 1940, logo após os alemães terem dominado a cidade de Maastricht, na Holanda, onde vivia.

Boere confessou os crimes cometidos em 1944, mas alegou que cumpria ordens. Segundo relatou, ele e outros membros da SS visitaram sem uniformes o dono de uma loja de bicicleta, um farmacêutico e um terceiro homem, suspeitos por fazerem oposição ao regime nazista. Após confirmarem que se tratava de fato das pessoas procuradas, atiraram à queima-roupa com pistolas silenciosas.

A Justiça holandesa já havia condenado Boere à revelia à prisão perpétua ainda nos anos de 1940. No entanto, o criminoso não chegou a cumprir a sentença naquele país porque a Alemanha não extradita ex-soldados.

NP/dpa/ap
Revisão: Rodrigo Rimon

Leia mais