1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Ewerthon garante título ao Borussia Dortmund

Gol do brasileiro assegurou 2 a 1 e sexto título nacional ao time. Bayer Leverkusen venceu, mas ficou em segundo, um ponto atrás do líder.

default

Amoroso, Dede e Ewerthon (com Evanilson, encoberto), campeões alemães

O Borussia Dortmund, da cidade de mesmo nome no oeste alemão, foi o único dos três líderes da tabela que só dependia de si mesmo para tornar-se campeão alemão pela sexta vez. Embora jogasse em casa, teve de enfrentar o Werder Bremen, que estava em sexto lugar na pontuação geral.

Muito cuidadoso no início da partida, o Borussia teve dificuldades em encontrar seu ritmo de jogo. O técnico Sammer havia optado por uma tática ofensiva e já aos nove minutos Amoroso havia acertado um chute no travessão. O também brasileiro Aílton, do Werder Bremen, em dia excelente, fechava muito bem o meio de campo.

Desvantagem - O Bremen abriu o placar aos 18 minutos de jogo, através do canadense Paul Stalteri. O ataque do Dortmund avançava, mas não conseguia concluir. Amoroso teve duas oportunidades de gol, aos 26 e 30 minutos. O empate veio aos 41 minutos: Kohler aproveitou o passe de Amoroso e chutou rasteiro e forte, a 18 metros, para dentro do gol.

No segundo tempo, o Borussia voltou mostrando a garra para vencer o jogo, mas o Bremen segurava no mesmo nível. Até que, aos 28 minutos, o técnico Sammer substituiu Heinrich por Ewerthon. No minuto seguinte, o companheiro de equipe de Evanilson, Dede e Amoroso fez os 2 a 1 e assegurou o título.

A direção só pretende festejar oficialmente depois da difícil partida pelo titulo da Copa da Uefa, em Roterdã, na quarta-feira, contra o Feyenoord.

Sexto título – O clube fundado em 20 de dezembro de 1909 já havia ganho o campeonato alemão em 1956, 1957, 1963, 1995, 1996. Em 1965 e 1989, venceu a Copa da Alemanha, em 1989, 1995, 1996 a Supercopa Alemã, em 1966 a Recopa e, em 1997, ganhou a final da Liga dos Campeões. Neste mesmo ano, venceu o Mundial Interclubes em Tóquio, ao derrotar o Cruzeiro de Belo Horizonte por 2 a 0.

O Clube

Presidente: Gerd Niebaum

Treinador: Mathias Sammer

Jogadores:

Goleiros:

  • Jens Lehmann (1)
  • Phillipp Laux (20)
  • Michael Ratajczak (34)

    Defesa:

    • Christian Wörns (2)
    • Jürgen Kohler (5)
    • Stefan Reuter (7)
    • Christoph Metzelder (21)
    • Ahmed Reda Madouni (23)
    • Sebastian kehl (25)

      Meio campo:

      • Evanilson Aparecido Ferreira (3)
      • Miroslav Stevic (4)
      • Jörg Heinrich (6)
      • Tomás Rosicki (10)
      • Guy Demel (14)
      • Sunday Oliseh (15)
      • Leonardo de Deus Santos, Dede (17)
      • Lars Ricken (18)
      • Francis Bugri (28)
      • Florian Kringe (33)

        Ataque:

        • Jan Koller (8)
        • Heiko Herrlich (11)
        • Ewerthon Henrique de Souza (12)
        • Giuseppe Reina (13)
        • Otto Addo (19)
        • Márcio Amoroso (22)
        • David Odonkor (24)
        • Jan Derek Sörensen (29)
        • Emmanuel Krontiris (31)

          Uniforme: Calções pretos, camiseta e meias amarelas com listras pretas

          Estádio: Westfalenstadion

          • Capacidade: 68.600 pessoas

Leia mais

Links externos