1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Europeus descobrem água em Marte

A missão a Marte da Agência Espacial Européia (ESA) comprovou a existência de água no planeta vermelho.

default

Imagens enviadas de Marte: água em estado sólido

A nave "Mars Express" descobriu as primeiras provas seguras da existência de água em estado sólido em Marte. Outras imagens feitas pela ESA também indicam que água líquida deve ter corrido pela superfície do planeta. Com isso reúnem-se pela primeira vez pistas de que pode haver existido vida em Marte.

Água corrente - "Posso dizer com toda a segurança que deve ter corrido água por este vale", declarou o pesquisador berlinense Gerhard Neukum, da ESA, apontando para um sulco onde se identificam sedimentos escuros provavelmente deixados por água corrente. Também existem provas de que ainda existe água em Marte, embora apenas em estado sólido. No pólo sul do planeta vermelho encontrou-se não apenas dióxido de carbono congelado, como já se esperava, mas também água congelada.

Mérito europeu - A partir do estudo dos vestígios de água, os cientistas europeus esperam conseguir reconstruir o surgimento e a trajetória do planeta, uma questão também central para os pesquisadores norte-americanos. Embora os americanos sempre terem se referido a indícios da existência de água em Marte, a medição de gelo realizada nesta sexta-feira (23) é a primeira prova concreta, declarou o pesquisador francês Jean-Pierre Bibrig, operador do espectrômetro Ômega, uma combinação de câmera ótica e medidor infravermelho.

"Sensacional" - A ministra alemã da Pesquisa, Edelgard Bulmahn, saudou a notícia vinda de Darmstadt, lembrando que as recentes informações enviadas pelo satélite Mars Express poderão "revolucionar a imagem que temos de nosso planeta vizinho". Apesar do fracasso da sonda Beagle 2, que não emitiu nenhum sinal do solo marciano após seu lançamento pela Mars Express em dezembro, os cientistas europeus consideram as informações enviadas pelo satélite "um sucesso gigantesco" para a pesquisa astronáutica.

Leia mais

Links externos