1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Europeus apóiam francês Strauss-Kahn para direção do FMI

Ministros de Economia e Finanças da União Européia concordam com o nome indicado pelo presidente Nicolas Sarkozy.

default

O socialista Dominique Strauss-Kahn foi ministro das Finanças da França

Os ministros de Economia e Finanças da União Européia (UE) concordaram nesta terça-feira (10/07) com a indicação, sugerida pelo presidente Nicolas Sarkozy, do francês Dominique Strauss-Kahn para o cargo de diretor-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI).

"O Ecofin concordou em apoiar Dominique Strauss-Kahn para diretor-geral do FMI", confirmou a presidência portuguesa da UE. O conselho dos ministros de Economia e Finanças, conhecido pela sigla Ecofin, esteve reunido nesta terça-feira em Bruxelas.

A indicação significa que Strauss-Kahn provavelmente ficará com o cargo, já que um acordo informal entre a Europa e os Estados Unidos prevê que os europeus indiquem o presidente do FMI e os norte-americanos, o presidente do Banco Mundial.

O nome de Strauss-Kahn, um socialista, havia sido indicado pelo conservador Sarkozy. O provável novo diretor do FMI já foi ministro das Finanças na França e perdeu a indicação para concorrer à presidência francesa pelo seu partido este ano.O atual diretor-geral, o espanhol Rodrigo de Rato, anunciou de forma surpreendente no mês passado que deixará o cargo em outubro próximo. Ele deveria permanecer no posto até 2009. (as)

Leia mais