1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Eurocopa com assistência à torcida

O Campeonato Europeu de Futebol terá acompanhamento às torcidas. O serviço, que será oferecido pela primeira vez na Eurocopa em Portugal, é organizado por sete países, inclusive a Alemanha.

default

Apoio aos torcedores previne violência

As nações que estão ajudando a organizar o acompanhamento às torcidas nacionais durante a Eurocopa participaram de uma conferência encerrada nesta quarta-feira (5) em Leverkusen, no oeste da Alemanha. "Antes de qualquer outra coisa, é muito importante a cooperação com a polícia portuguesa", enfatizou Thomas Schneider, que coordena os projetos de assistência às torcidas (KOS) na Alemanha.

Durante três dias, os responsáveis por 28 dos 30 projetos de acompanhamento às torcidas alemãs estiveram reunidos em Leverkusen com representantes da Confederação Alemã de Futebol (DFB), da polícia e de outras sete nações européias que também prestam assistência à comunidade de fãs do futebol. Segurança e cooperação em debate

Na pauta de debates, estavam não só temas como a segurança durante os jogos de 12 de junho a 4 de julho, em Portugal, mas também o comportamento das torcidas em jogos da Primeira Divisão e a cooperação entre clubes e suas torcidas organizadas.

Em cooperação com projetos semelhantes que já existem na Itália, Inglaterra, Holanda, República Tcheca, Suíça e Áustria, a KOS pretende ajudar as torcidas através de informações e outros tipos de assistência, inclusive social, a partir de "unidades móveis", que possam se deslocar com as equipes conforme a tabela de jogos. Além disso, será elaborado um guia para o torcedor da Eurocopa em Portugal.

Diminuir a violência nos estádios

O trabalho da KOS (Koordinationsstelle Fan-Projekte) começou com o primeiro projeto de apoio a torcedores alemães, em Bremen, no ano de 1981. Na época, ainda num contexto universitário, orientado por perspectivas sócio-econômicas. O aumento da violência entre torcedores e a constatação de que o problema não se resolve com medidas repressivas fez com que autoridades de segurança e associações esportivas começassem a incentivar cada vez mais outros projetos, também de caráter sócio-pedagógico, principalmente em centros urbanos com grandes comunidades de torcedores jovens.

Estes projetos existem em Frankfurt, Berlim, Hamburgo, Bremen, Hanôver, Karlsruhe, Dresden, Dortmund, Nurembergue, Magdeburg, Bochum, Jena, Leipzig, Düsseldorf, Bielefeld, Duisburg, Colônia, Mainz, Munique, Gelsenkirchen, Wolfsburg, Aue, Leverkusen, Zwickau, Offenbach, Saarbrücken, Potsdam, Essen, Cottbus, Lübeck, Darmstadt e possivelmente em breve em Erfurt.

Atualmente, este tipo de assistência tem êxito incontestado. Tanto que os 12 projetos de 1993 multiplicaram-se para mais de 30.

Leia mais

Links externos