1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Eurocéticos alemães obtêm assentos em mais dois legislativos regionais

Pesquisas de boca de urna após eleições para os parlamentos dos estados da Turíngia e Brandemburgo apontam que partido Alternativa para a Alemanha obteve mais de 10% dos votos em ambos legislativos.

De acordo com projeções divulgadas pela emissora pública alemã ARD após o fechamento das urnas das eleições deste domingo (14/09) para os parlamentos regionais dos estados da Turíngia e Brandemburgo, o partido eurocético alemão Alternativa para a Alemanha (AfD, na sigla em alemão) conseguiu em ambos os legislativos superar o limite mínimo de 5% dos votos e, assim, vai estar representado nas respectivas assembleias legislativas.

Na Turíngia, segundo o prognóstico, a União Democrata Cristã (CDU), partido da chanceler federal Angela Merkel, conseguiu se impor novamente como a principal força política e obteve cerca de 34,1% dos votos (na eleição de 2009, a CDU havia conseguido 31,2%). O partido A Esquerda se afirmou novamente como a segunda força, com 27,9% (0,7 ponto percentual a mais que há cinco anos).

O Partido Social-Democrata (SPD) perdeu quase seis pontos percentuais em relação à última eleição, angariando 12,4% dos votos em 2014. Os verdes também encolheram, recebendo 5,6% neste domingo (em 2009, foram 6,2%). O Partido Liberal Democrático (FDP) e o ultranacionalista Partido Nacional Democrático (NPD) não conseguiram superar o limite mínimo de 5% para estarem presentes no Parlamento da Turíngia.

O partido eurocrítico Alternativa para a Alemanha ganhou, de acordo com as previsões, por volta de 10,4% dos votos do estado, dando continuidade assim a uma tendência já registrada no final de agosto na eleição estadual da Saxônia.

Eleições de Brandemburgo

Já em Brandemburgo, o SPD saiu claramente vitorioso das eleições e pode definir o governador do estado para os próximos cinco anos. De acordo com os prognósticos divulgados pela emissora pública alemã ARD, o SPD conseguiu 32,4% dos votos. A CDU melhorou seu resultado em relação à eleição passada, conseguindo 22,3% dos votos neste ano.

A CDU se torna assim a segunda força política do estado, passando o partido A Esquerda, companheiro de coalizão no governo de Brandemburgo, que conseguiu 18,9% dos votos do estado. Os verdes conseguiram 6,6% dos votos, enquanto o FDP ganhou, segundo as previsões, somente 1,5% dos votos (em 2009 foram 7,2%), perdendo assim seus mandatos no legislativo do estado.

Com 12% dos votos de Brandemburgo, o eurocético Alternativa para a Alemanha surpreendeu novamente e estará representado com 11 ou 12 deputados no Parlamento regional. De acordo com os prognósticos, o SPD deverá conseguir 31 assentos; a CDU, 21 ou 22; A Esquerda, 18 ou 19. Assim, matematicamente, uma continuação da coalizão de governo entre social-democratas e esquerdistas é possível em Brandemburgo.

CA/rtr/afp

Leia mais