1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Euro recebe apoio político na véspera do seu lançamento

Um dia antes do início da venda dos kits de moedas do euro na Alemanha, políticos e executivos do setores econômico e financeiro do país refutaram as críticas à moeda comum européia.

default

A partir desta segunda-feira, os alemães poderão adquirir um "kit" com moedas do euro

Para o presidente do Bundesbank Ernst Welteke, "o euro é tão estável quanto o marco alemão". A declaração foi feita pelo chefe do banco central alemão em entrevista concedida neste domingo (16) à emissora alemã SWR. Também o antecessor de Welteke na presidência do Bundesbank, Helmut Schlesinger, refutou os argumentos de que a nova moeda seria instável: "Estou seguro de que o euro não precisa temer uma comparação com o marco."

Enquete – De acordo com uma enquete feita pela emissora de televisão ZDF, a população alemã tem, no entanto, uma opinião pouco favorável à moeda comum. Cerca de 85% das pessoas indagadas manifestaram o temor de que os preços aumentem com a introdução do euro. Apesar disto, a metade das pessoas declarou-se favorável à introdução da nova moeda.

O ex-ministro alemão das Finanças, Theo Waigel, considera as preocupações com a estabilidade da nova moeda como infundadas, afirmando que o euro é "a resposta da Alemanha à globalização". O acordo da união monetária com os demais países integrantes da zona do euro foi celebrado durante a gestão de Theo Waigel. Para ele, o início da circulação oficial das cédulas e moedas do euro, em 1º de janeiro de 2002, será "o acontecimento do século". Contudo, o político bávaro manifestou compreensão para os temores das gerações mais velhas, "que se recordam dos tempos excelentes do marco alemão".