1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

EUA registram novo caso de transmissão de ebola

Vítima é mais um funcionário do hospital onde liberiano vítima do vírus estava internado. Autoridades estão monitorando mais de 70 profissionais envolvidos nos cuidados do paciente, morto há uma semana.

Um segundo profissional de saúde foi diagnosticado com ebola nos Estados Unidos, informou o Departamento de Serviços Médicos do Texas nesta quarta-feira (15/10). Assim como no

primeiro caso de transmissão

de ebola em território americano, o infectado também tratou do paciente da Libéria que morreu da doença na última semana, em Dallas.

O funcionário contaminado teve febre na terça-feira e foi isolado no Texas Health Presbyterian Hospital Dallas. Sua identidade não foi revelada.

"As autoridades de saúde entrevistaram o último paciente para rapidamente identificar quaisquer contatos ou potenciais exposições, e essas pessoas serão monitoradas", disse o Departamento de Serviços Médicos em comunicado. "Um novo profissional de saúde com ebola é motivo para grave preocupação, e o Departamento já tomou medidas ativas para minimizar o risco para funcionários e pacientes."

No último domingo, a enfermeira Nina Pham, de 26 anos, havia sido diagnosticada com o vírus, após ter tratado de Thomas Eric Duncan, que morreu em 8 de outubro. Segundo o hospital, a enfermeira se encontra em bom estado de saúde.

As autoridades estão monitorando 76 profissionais de saúde envolvidos nos cuidados do liberiano, ou que manusearam suas amostras de sangue no hospital onde ele foi internado em Dallas. Acredita-se que Duncan tenha contraído a doença na Libéria. Ele foi a primeira pessoa diagnosticada com o ebola nos EUA, e o primeiro caso registrado fora da África.

Pelo menos 4.447 pessoas já morreram na África Ocidental, na pior epidemia de ebola de todos os tempos.

LPF/afp/rtr

Leia mais