1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

EUA oferecem recompensa milionária por suspeito de atentado em Mumbai

Estados Unidos ofereceram 10 milhões de dólares por pistas que levem à prisão do paquistanês Hafiz Mohammad Saeed, suspeito de ser o responsável por ataques que deixaram 166 mortos em 2008. Índia saúda a inciativa.

Os Estados Unidos anunciaram nesta segunda-feira (02/04) que pagarão uma recompensa de 10 milhões de dólares por informações que conduzam à detenção do presumível mentor dos atentados em Mumbai, Índia, em novembro de 2008. O paquistanês Hafiz Mohammad Saeed é um de quatro suspeitos de terrorismo por cuja captura os EUA oferecem recompensas milionárias.

O procurado Saeed é um dos fundadores do grupo radical islâmico baseado no Paquistão Lashkar-e-Taiba (LeT), do qual ele diz ter se dissociado. O grupo é considerado pelas autoridades indianas como o responsável pelos atentados de Mumbai. Na ocasião, dez terroristas do Paquistão mataram 166 pessoas, entre eles seis cidadãos norte-americanos.

Após os atentados, Saeed foi colocado em prisão domiciliar, mas libertado no ano seguinte. Em 2010, o Supremo Tribunal paquistanês pronunciou sua sentença: não havia provas suficientes para uma pena de detenção.

Ação continua

A Índia tem pressionado o governo paquistanês para agir contra o presumível terrorista, mas este continua a operar livremente e a aparecer em público com frequência. No final de março, discursou num comício antiamericano na capital Islamabad. O Paquistão disse que tomará providências apenas se Nova Deli fornecer provas "substantivas" contra Saeed.

Atualmente, ele dirige a instituição de caridade clandestina Jamaat-ud-Dawa (JuD), uma das maiores do Paquistão e classificada pela Organização das Nações Unidas (ONU) como organização extremista. Os EUA listam tanto o LeT quanto o JuD como organizações terroristas.

O governo da Índia saudou a iniciativa norte-americana de oferecer uma recompensa pela prisão do paquistanês. Segundo o ministro indiano do Exterior, Somanahalli Mallaiah Krishna, os EUA compreendem a falta de segurança de seu país. Nova Deli e Washington concordam que "o LeT deve, assim como todos os grupos terroristas, ser derrotado, e seus esconderijos no Paquistão e no Afeganistão têm de ser eliminados", informou Krishna.

Apenas o chefe da Al Qaeda, Aiman al-Sawahiri, é buscado pelos Estados Unidos com uma oferta de recompensa mais alta do que a de Saeed: 25 milhões de dólares.

LPF/rtr/afp/dpa
Revisão: Augusto Valente

Leia mais