EUA HOMENAGEIAM AS VÍTIMAS DO 11 DE SETEMBRO | Escreva sua opinião, comentários, críticas ou sugestões | DW | 17.09.2011
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Sua Opinião

EUA HOMENAGEIAM AS VÍTIMAS DO 11 DE SETEMBRO

A homenagem às vítimas do 11 de Setembro, o aprendizado do alemão, a crise da Grécia e a visita do Papa à Alemanha foram os temas comentados por nossos usuários esta semana. Confira!

default

Recordar o 11 de Setembro é triste e dói muito no coração da gente. Ver essa reportagem com a foto dos nomes daquelas pessoas inocentes que morreram faz qualquer pessoa se emocionar e chorar por elas. Sei que todos nós podemos fazer alguma coisa. Eu, aqui no Brasil, o que posso fazer é rezar pelas pessoas que morreram naquele ataque covarde e cruel, e rezar também pelas pessoas que ficaram e perderam seus parentes e que ainda choram suas perdas. No dia de hoje não há nada para celebrar e sim lamentar e ter compaixão por aqueles que sofrem neste dia.
Mauricio Joffre da Silva

CRESCE NÚMERO DE PESSOAS QUE ESTUDAM ALEMÃO NO BRASIL

Eu próprio, aos 64 anos de idade, sou estudante de alemão: curso o Deutsch als Fremdsprache, nível II-2, formalmente. Fiz uma parte do curso Deutsch Warum Nicht, da Deutsche Welle, e gostei tanto que decidi matricular-me num curso formal. Surpreendi-me com o número expressivo de alunos matriculados, o que demonstra o grande interesse pela língua.

No caso, tratam-se de alunos de engenharia da universidade onde trabalho como professor de física e que pretendem candidatar-se a uma bolsa para estudos de intercâmbio na Universidade de Ciências Aplicadas de Munique, com a qual nossa universidade (Universidade Federal de São João Del Rei) mantém um convênio de cooperação. Muitos alunos já participaram desse intercâmbio e já formados foram rapidamente absorvidos no mercado de trabalho, um bom número na própria Mercedes-Benz, em Juiz de Fora. De minha parte, vou estudando a língua como uma atividade cultural pela qual tenho muito interesse e espero poder usá-la algum dia numa visita à Alemanha.
Marco Túlio Raposo

ALIADOS DE MERKEL FALAM EM DEFAULT E SAÍDA DA GRÉCIA DA ZONA DO EURO

Os alemães são iguaizinhos aos americanos, eles não conseguem entender as diferenças culturais. E muito menos aceitá-las. Aí resolveram se unir a pessoas que eles não entendem, só podia dar nisso. Gregos, portugueses, espanhóis, franceses, italianos e irlandeses são todos povos que não são cartesianos, como os alemães. Agora é tarde, por que deixaram entrar no baile gente que não sabe dançar? E tiveram bastante tempo para ver isto.
Antonio Carlos

OPOSIÇÃO ALEMÃ QUER BOICOTAR DISCURSO DO PAPA NO PARLAMENTO EM BERLIM

Chama-me a atenção o movimento anticristão que cresce cada vez mais na Europa. Por trás do pretexto de "neutralidade religiosa do Estado" está um verdadeiro "ódio e intolerância" contra a fé cristã e principalmente contra a Igreja Católica. A esquerda é igual em todo o mundo, sempre prega o debate de igual para a igual, mas é sempre intolerante quanto a opiniões contrárias. Exemplo disso: Hugo Chávez, Fidel...
Lucas Duarte

Leia mais