EUA detectam presença de navio espião russo, diz NYT | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 14.02.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

EUA detectam presença de navio espião russo, diz NYT

Embarcação na costa leste do país pode interceptar sinais dos serviços de inteligência e é equipada com mísseis. Pentágono ainda não se manifestou oficialmente.

default

Navio espião é equipado com mísseis

Autoridades americanas detectaram nesta terça-feira (14/02) a presença de um navio espião russo equipado com mísseis na costa leste dos Estados Unidos, de acordo com o jornal The New York Times.

Segundo fontes do governo americano, a embarcação navegava a pouco mais de 110 quilômetros do litoral do estado de Delaware, no nordeste do país, em direção ao norte.

O navio SSV Viktor Leonov é capaz de interceptar comunicações ou sinais dos serviços de inteligência e medir a capacidade dos sonares da Marinha dos EUA.

"Não representa uma grande preocupação, mas estamos de olho", afirmou um dos funcionários do governo à emissora Fox News, ao ressaltar que, apesar da proximidade com a costa americana, o navio estava em águas internacionais.

A passagem do navio russo ocorreu depois dos recentes testes de mísseis pelo Irã e pela Coreia do Norte, ambos condenados de forma veemente pelo governo do presidente Donald Trump.

De acordo com o NYT, a presença da embarcação fere um tratado de controle de armas de 1987 que proíbe teste com navios desse tipo e que antecedeu o fim da Guerra Fria.

Não é a primeira vez que o tratado é violado. Navios espiões russos já navegaram em águas próximas à base de Kings Bay, no estado da Geórgia, no sul dos EUA, onde ficam os submarinos nucleares.

O episódio ocorre em meio a um período conturbado na Casa Branca, com a renúncia de Michael Flynn, assessor de Segurança Nacional de Trump, por omitir telefonemas com autoridades russas.

KG/nyt/efe/rtr

Leia mais