1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

EUA desaceleram retirada de tropas do Afeganistão

Obama adia planos de retirar metade das tropas americanas do Afeganistão após encontro com presidente afegão. Redução no número de soldados no país será decidida no final de 2015.

default

Ghani pediu a Obama que adiasse retirada de tropas do Afeganistão

Após encontro em Washington com o presidente afegão, Ashraf Ghani, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou nesta terça-feira (24/03) que irá manter os atuais 9,8 mil soldados no Afeganistão até o fim de 2015.

Obama reconheceu que o Afeganistão continua sendo "um lugar perigoso", mas insistiu que a decisão de manter um elevado número de tropas no país por mais tempo não significa uma mudança na política de retirada de soldados.

"É importante lembrar que o prazo para a retirada das tropas em troca de uma presença centrada numa embaixada, a normalização da nossa presença no Afeganistão, continua sendo o fim de 2016. Isso não mudou, a nossa transição para um papel não-combatente não mudou", ressaltou Obama.

O presidente americano acrescentou que a quantidade de militares que permanecerá estacionada no Afeganistão em 2016 será decidida no final deste ano.

Durante a visita oficial, Ghani pediu a Obama que adiasse o plano de redução das tropas americanas no país. O afegão afirmou que os conflitos na região devem ser duros nos próximos meses e também lembrou que o grupo extremista "Estado Islâmico" (EI) está recrutando cada vez mais combatentes no Afeganistão.

Washington pretendia até o final de 2015 reduzir em quase pela metade sua presença militar em solo afegão.

CN/lusa/ap/afp

Leia mais